Como Escolher As Palavras-Chave Para O Seu Site?

Para o seu site, saiba como escolher as palavras chave para o google.

Para muitos empresários a escolha das palavras-chave para um site é uma tarefa para o Marketing ou para um especialista SEO mas esse bicho de sete cabeças a cuspir fogo em labaredas fulminantes, que costuma empurrar para outro departamento, pode ser domado por si com relativa facilidade. Leia este artigo e veja como!

Palavras-chave ou keywords, são expressões inseridas nos motores de busca – como o Google, Yahoo e Bing – quando fazemos uma pesquisa na Internet. Podem ser uma única palavra, como “computador” ou viagem”, ou várias palavras e até mesmo uma frase, como “computador portátil HP” ou “viagem a Paris com desconto de 50% de 11 a 20 de dezembro de 2014”. No contexto da publicidade de pesquisa, todas estas expressões são consideradas apenas uma palavra-chave e o seu poder e importância é enorme no crescimento de qualquer site. Particularmente no da sua empresa!

São as palavras-chave que vão permitir que a sua página na web apareça com maior frequência nos motores de busca, resultando em bons resultados de visitas e consecutivamente em compras. Mas esta é uma equação complexa que vai bem mais longe que a quantidade de vezes que a palavra-chave aparece no seu site. Envolve a relevância e a importância da página na Internet do seu negócio, além da classificação de Page Rank.

palavras chave

Se está a pensar em iniciar a sua aventura sozinho, como profissional da web na introdução das palavras-chave, convém conhecer a técnica de SEO para ser bem sucedido.

Como é que funciona?

Em primeiro lugar, nem sempre a palavra com mais procura é a escolha adequada, devido ao alto número de concorrentes que disputarão o melhor lugar com a sua empresa. Na hora de escolher as palavras-chave SEO, deve procurar sempre aquelas expressões que mais descrevem o conteúdo apresentado no seu site. Muitas vezes a satisfação de quem procura e encontra aquilo que está a pesquisar vale mais do que um enorme tráfego não qualificado.

Se uma boa palavra-chave ajuda a classificar o seu site em relação à posição em que aparece nas pesquisas Google – e tendo em conta que deseja que ele apareça no topo dos resultados – convém que os textos e as palavras-chave SEO no site estejam diretamente relacionadas com o conteúdo que a sua empresa quer apresentar. Nunca se esqueça que quem procura algo na Internet, espera encontrar exatamente o que está à procura, certo? Imagine a sua reação se escrevesse a palavra-chave “viagem a Paris” num motor de busca e lhe indicassem um hotel em Londres ou uma pizzaria francesa?

Escolher uma boa palavra-chave pode ser uma tarefa difícil, mas pode ter a certeza que traz excelentes resultados. Atreva-se!

Como escolher e inserir as palavras-chave corretas no site da sua empresa?

1. Escolher as palavras-chave

Para começar, a lista deve ser variada e conter palavras que estejam relacionadas com o seu negócio. Se vende carros usados, deve incluir desde logo palavras como “venda usados” “carros usados” “Renault Clio usado”, “automóveis usados Lisboa”, “carros segunda mão”, etc. E, claro, não deve utilizar expressões que sejam enganadoras e que não tenham nada a ver com o seu negócio, como “Audi novo” ou “ementa especial de Natal para grupos” porque isso só levaria as pessoas erradas até ao seu site.

Nesta fase pode precisar de instrumentos de auxilio. A ferramenta Keyword Tool do Google pode ser útil. A partir de uma entrada de dados (pode ser um site ou um conjunto de keywords), esta ferramenta consegue fornecer uma grande lista de sugestões de palavras, além de outros dados. Para começar, deve inserir na Keyword Tool os seguintes itens:

  • Palavras que descrevam a sua empresa, produtos/serviços e o mercado em que atua.
  • O seu próprio site.
  • Os sites de concorrentes ou de referências no mercado.
  • Se já usa alguma ferramenta para medir o tráfego do site da sua empresa, como o Google Analytics, inclua as palavras que sabe que geram o tráfego orgânico.

Para proceder a este trabalho de recolha de palavras, siga estas dicas:

a) Pense num cliente Imagine que não é o dono da sua empresa mas um simples cliente e anote os termos ou expressões que utilizaria para descrever os produtos ou serviços que vende. Por exemplo, se vende perfumes para homem, pode começar por algumas categorias básicas que os clientes utilizariam, como “perfume homem” ou “perfumes homem” mas também pode adicionar “perfumes ou fragrâncias para homem”, se considerar que estes termos são os dois frequentemente utilizados para o seu produto. Expanda ainda mais a sua lista ao incluir a ou as marcas e os nomes dos perfumes.

b) Escolha palavras e frases que descrevam seu negócio. Como é que descreveria o seu produto ou serviço usando uma pequena lista de ideias-chave? Essa lista é preciosa e pode conter, por exemplo, palavras como “perfume homem”, “perfumes”, “aromas”, “perfume agradável”, “Hugo Boss”, “Acqua di Gio”, “212 Men”, etc, etc, no caso de atuar neste setor.

c) Selecione palavras-chave mais genéricas ou mais específicas, consoante o seu interesse. Se pretende obter um maior retorno do seu investimento no site, selecione palavras-chave específicas diretamente relacionadas com o tema do seu anúncio. Isso significa que o seu anúncio só será apresentado para termos aplicáveis à sua empresa. Mas não se esqueça de que, se as palavras-chave forem demasiado específicas, poderá não conseguir alcançar o número de pessoas pretendido. Ou seja, se possui uma imobiliária, por exemplo, e escolher as palavras-chave “apartamento Algés com 4 assoalhadas” ou “moradia de 6 assoalhas em Caxias” alcança o público verdadeiramente interessados nestes imóveis, sim, e nenhum outro.

Se pretender alcançar o maior número possível de pessoas, escolha palavras-chave mais genéricas, então. Na maior parte dos casos, a adição de palavras-chave muito genéricas poderá dificultar o alcance de potenciais clientes, porque o seu anúncio poderá ser apresentado em pesquisas nem sempre relacionadas com a sua empresa, mas acaba por ser uma estratégia mais competitiva se necessitar de valores de lance mais elevados. Por exemplo, se escrever “apartamento 4 assoalhadas” ou simplesmente “vende-se apartamento” como palavra-chave, aparece nas pesquisas dos interessados em apartamentos de 4 assoalhadas por Portugal a fora, ainda que a sua empresa esteja limitada ao distrito de Lisboa. E também nas pesquisas de todas as pessoas que procuram um apartamento independentemente do local e número de assoalhadas pretendido.

Aconselhamo-lo a experimentar testar palavras-chave mais e menos específicas e, em seguida, optar por aquelas que oferecem melhores resultados. Independentemente de serem genéricas ou específicas, as palavras-chave devem ser sempre o mais relevantes possível para os seus anúncios e para o seu site. Tenha em atenção que é uma prática recomendada evitar ter palavras-chave duplicadas na sua conta, já que o Google mostra apenas um anúncio por anunciante relativamente a uma determinada palavra-chave.

2. Separe os resultados numa grelha para chegar às melhores palavras-chave

Separe os resultados pertinentes e coloque-os numa grelha. Com essa lista inicial em mãos, escolha as melhores palavras-chave tendo em conta três supostos:

a) Volume de buscas. É importante garantir que existam muitas pessoas efetivamente a usar as palavras-chave que quer inserir. A própria Keyword Tool oferece essa informação. Lembre-se de acrescentá-la como uma coluna ao lado de cada palavra-chave na sua grelha.

b) Relevância para o negócio. Veja bem se o que oferece no seu site tem relação com o que o utilizador está a pesquisar. A relação perfeita é sempre a mais adequada. No entanto, há termos que possuem uma abrangência grande enquanto outros descrevem mais precisamente o que a sua empresa oferece. É preciso identificar quão forte é a relação da palavra-chave com seu negócio. Ou seja, se vende apenas jipes usados, independentemente da marca, escreva sem receio “Terrano II preto duas portas usado” (chamada palavra de cauda longa) ou “Land Rover em segunda mão”. A relação com a pesquisa vai ser bem direta! Mas se vende todos os tipos de veículos em segunda mão, terá de usar palavras menos fortes como “vendo carros usados”.

c) Pense na seguinte pergunta: qual é a hipótese de o utilizador encontrar o que procura de 1 a 5, na minha lista de palavras chave? Coloque essa classificação na sua grelha, palavra por palavra.

d) Dificuldade da palavra. Há palavras que já são amplamente exploradas por sites de relevância e bem avaliados pelo Google enquanto outras ainda dão bastante margem para que sites novos apareçam entre os primeiros resultados. Seja como for, é difícil posicionar o seu site entre os primeiros para alguns termos e isso deve ser tido em conta ao definir as suas palavras-chave. Normalmente, quanto maior o volume, mais difícil é ficar entre os primeiros. Uma outra forma de verificar a dificuldade é avaliando o preço na ferramenta de AdWords: as palavras mais caras costumam ser as mais difíceis. Outros indicadores simples são o número de resultados da pesquisa pela palavra-chave (que aparece na página de resultados do Google, logo abaixo do campo de pesquisa) e a autoridade dos sites que aparecem na primeira página, que pode ser ditada por algumas ferramentas. Se usar uma ferramenta elaborada, consegue aceder a uma avaliação de dificuldade de palavras-chave que leve em linha de conta todo um conjunto de fatores importantes. Portanto, a dificuldade deve ser mais uma coluna da sua grelha. Não a ignore.

3. Defina as palavras-chave finais

Agora que já elaborou a grelha de avaliação das palavras, faça um balanço. Um método bastante simples de o fazer consiste em dar notas a cada um dos critérios e elaborar uma média. E depois de chegar aos resultados, não deite fora a grelha. Ela vai ser útil no futuro porque é necessário avaliar constantemente os resultados da escolha. Conforme o site da sua empresas for ganhando mais credibilidade e mais condições para competir com a concorrência, mais pertinente se tornará a revisão da escolha das palavras para optar por outras de maior volume.

4. Agrupe as palavras-chave semelhantes por temas

Agora que definiu as palavras-chave, tente agrupá-las (bem como os seus anúncios) em grupos de anúncios com base nos seus produtos, serviços ou outras categorias. Além de manter a sua conta bem organizada, se agrupar as palavras por temas consegue vantagens acrescidas.

Se possui um stand de venda de usados, por exemplo, pode criar dois grupos de anúncios, um para carros desportivos e outros para carros de família. O seu grupo de anúncios para cada categoria incluiria então palavras-chave como a marca e modelos em questão e personalizaria o negócio, adequando-o às pessoas que procuram um carro desportivo ou, pelo contrário, um carro para viagens em família.

Mas se por exemplo, o seu negócio é a venda de imóveis, pode dividir pelo grupo “apartamentos” e grupo “moradias”. E se o seu negócio é a venda de perfumes pode de agrupar por marcas.

5. Escolha o número certo de palavras-chave em cada grupo

A maioria dos anunciantes considera útil ter entre 5 e 20 palavras-chave por grupo de anúncios, apesar de poder ter mais de 20 palavras-chave em cada grupo. Não se esqueça de que cada grupo de anúncios criado deve incluir palavras-chave diretamente relacionadas com o tema desse grupo. Não tem de incluir outras variações das palavras-chave, como possíveis erros ortográficos ou plurais. Ou seja “asoalhadas” só com um “s” ou “carro desportivo” no singular. As palavras-chave com duas ou três palavras (uma expressão) costumam funcionar de forma mais eficaz.

Pode ter até 20.000 itens de segmentação individuais (incluindo palavras-chave) por grupo de anúncios e 5 milhões de itens de segmentação individuais na sua conta.

Contudo, a maioria dos anunciantes considera que é provável que um conjunto de palavras-chave bem segmentadas forneça a maior parte dos respetivos cliques relevantes.

Se o seu grupo de anúncios contivesse a palavra-chave de correspondência ampla “perfumes homem”, o seu anúncio seria elegível para apresentação quando alguém pesquisasse essa palavra-chave ou qualquer variação dela, como “perfumes homens”, “comprar perfume homem” ou “perfumes homem Hugo Boss”.

6. Faça um estudo da concorrência

Faça uma pesquisa de mercado e estude os seus concorrentes com sites semelhantes ao seu, para diversificar as suas palavras-chave depois de avaliar as palavras-chave usadas noutros negócios do seu setor. Essas pesquisas não devem ser pontuais mas regulares de modo a que possa ir diversificando as suas próprias palavras-chave, pois não quer correr o risco de ver os motores de busca a apresentar outras páginas que não a sua. Não se esqueça que face à enorme quantidade de palavras-chave que alguns sites utilizam, os motores de busca analisam as páginas que já obtiveram os melhores resultados e apresentam-nas em primeiro lugar.

7. Depois de definidas as palavras e feita a análise de concorrência, escreva os seus textos

Para redigir os seus conteúdos, deve ter em conta os seguintes elementos:

  • Títulos – Em primeiro lugar, convém colocar o nome do seu site bem visível em todas as páginas. E para isso pode utilizar todo o tipo de formatação possível. Os títulos devem ser destacados no início de cada página ou ao centro, zonas cruciais do campo de visão do visitante do seu site.
  • Introdução – A introdução que precede o título deve conter as palavras-chave posicionadas o mais à esquerda possível para captar de imediato a atenção do utilizador que iniciar a leitura do seu artigo. Se as palavras-chave estiverem próximas do título, o leitor percebe logo o conteúdo do artigo.
  • Corpo do texto – Deve planear com antecedência quais as palavras-chave que vai utilizar e introduzi-las harmoniosamente ao longo do texto. Devem aparecer um número considerável de vezes sempre dentro do contexto e nunca abusivamente. Por exemplo, se estiver a escrever um artigo em que o título é: “Como conquistar uma mulher pelo cheiro” (e quiser com esse artigo vender os seus perfumes para homem) as palavras-chave deverão estar distribuídas desta forma: “Veja neste artigo quais são os perfumes infalíveis para conquistar uma mulher”. Neste exemplo as palavras-chave foram utilizadas dentro do contexto e estão de acordo com as regras do SEO.
  • Enfatize as palavras-chave ao longo do texto com negrito, itálico ou sublinhado, por exemplo. Pode, inclusive, usar um tamanho ou tipo de letra diferente. Com esta técnica consegue que os motores de busca associem com maior facilidade a sua página à pesquisa efetuada pelo utilizador e, por outro lado, consegue orientar melhor o leitor ao longo do texto e até mesmo na escolha do parágrafo exato que pretende ler.
  • Endereço URL – Não é apenas no conteúdo dos artigos que as palavras-chave são importantes, também são imprescindíveis nos endereços URL do seu site, onde deve ficar claro, através de um título, qual o tema abordado. Utilizando o exemplo anterior, se o seu site for sobre perfumes, o seu endereço deve ser algo prático como perfumes.com ou perfumesparahomem.net ou aromasmasculinos.pt.

Perguntas frequentes

Consigo aparecer mais vezes se copiar e colar a minha palavra-chave mil vezes na minha página?

Não, não faz diferença. Não se esqueça que está a construir o seu conteúdo para os motores de busca mas também para os potenciais clientes. Se optar por essa estratégia, o Google, o Yahoo e o Bing têm capacidade de identificá-la e de excluir a sua página dos resultados. E até ser excluída, corre o risco de que os visitantes cheguem ao seu site por meio desta estratégia, mas o abandonem de imediato assim que percebem que o conteúdo é fraco. É pouco que façam um contato, orçamento ou realizem uma compra, pois ter muitas visitas não significa, necessariamente, que está a vender mais.

Segundo especialistas, as palavras-chave do seu negócio devem aparecer em densidades entre 3 e 7% numa página da Internet. Não se esqueça disso.

Existem ferramentas para me ajudar a construir e identificar as melhores palavras-chave SEO?

Sim, existem. Tem como exemplo o Google Adwords ou o UberSuggest. Outra opção para um bom resultado na otimização do site, é contratar os serviços de empresas especializadas em SEO. A par, pode utilizar ferramentas de pesquisa de palavras-chave. Depois de descrever seu negócio com as suas próprias palavras, use as Bing Ads ferramentas de pesquisa de palavras-chave para ver sugestões de mais palavras-chave em que talvez não tenha pensado.

Devo usar variações da palavra?

Deve usar, sim. Se as suas palavras-chave tiverem variações comuns, como “segunda mão” e “usados” para venda de carros ou se tiver diferentes grafias como “web site de usados” e “website de usados”, adicione todas essas variações à sua lista de palavras-chave.

Posso duplicar as palavras-chave?

Evite fazê-lo. No entanto, as variações que não deseja incluir são formadas simplesmente adicionando pontuação. Por exemplo se usar as aspas (” “) e ponto de exclamação (!) conta como duplicações na sua lista.

O que são palavras-chave negativas?

São palavras que pode usar para impedir a apresentação do seu anúncio para termos que entende que não são relevantes para o seu produto ou serviço. Se adicionar palavras-chave negativas consegue reduzir custos e fazer com que o seu anúncio seja apresentado apenas para os termos de pesquisa pretendidos.

Por exemplo, se a sua perfumaria online apenas vende perfumes para homem deve considerar adicionar “senhora” e “mulher” como palavras-chave negativas para evitar que o seu anúncio seja apresentado quando as pessoas pesquisarem por perfumes para mulher.

Pode utilizar o relatório de termos de pesquisa para o ajudar a identificar palavras-chave negativas e ainda consegue obter outras informações sobre o que os clientes pesquisaram quando clicaram no seu anúncio. Estas informações podem ajudar a remover palavras-chave com um desempenho insatisfatório ou adicionar novas, além de o ajudarem a decidir quais as palavras negativas.

Em suma, as palavras-chave devem ser escolhidas com cuidado e utilizadas de forma adequada e ajustada ao seu negócio. Neste trabalho é necessário alguma pesquisa para entender como o mercado funciona e estar a par de todas as evoluções nas técnicas de SEO e web marketing. Comece hoje!

Print Friendly

About The Author

Sofia Santos

Licenciada, pós-graduada e mestre em Comunicação, exerce atualmente a atividade de Técnica de Marketing na PC.Clinic. Adora as estratégias online para difusão de marcas, produtos e serviços de empresas mas gosta mais ainda de as usar para ir ao encontro dos desejos e necessidades dos consumidores mais exigentes. Pelo meio não consegue largar a produção de conteúdos de qualquer género e em qualquer tipo de suporte. Para ela escrever é dançar com as letras. É brilhar, rodopiar, suar, cansar, aprender, rir e sonhar. Ir e voltar sem sair do lugar.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *