Como Evitar Problemas De Relacionamento No Trabalho

Saiba Como Evitar Problemas De Relacionamento No Trabalho

Evite o comportamento da Augusta que se atrasa todos os dias, da Laura que aproveita a pausa do café para falar mal dos colegas que estão ausentes e do Miguel que é alcoólico, obeso e infeliz por natureza.

Convém também manter-se afastado da Dulce não vá a desorganização da secretária dela pegar-se e de passagem evite o Luís Filipe cuja falta de integridade é sobejamente conhecida. Mude de passeio se avistar o Almeida, aquele que não gosta de trabalhar em equipa, e mostre-se apressado se se cruzar com a Mimi da secretaria, a sua falta de criatividade é exasperante. E antes de aterrar na sua secretária, para dar início a mais um dia de expediente, finja que não viu o Pedro, o gabarola, nem tão pouco a Susana dos Recursos Humanos que tem sempre uma má notícia para dar.

Esta é uma caricatura do grupo de pessoas que a empresa onde trabalha agrega. Um exemplo de como algumas atitudes o podem afastar dos colegas e dos objetivos da sua empresa. E aproximá-lo cada vez mais do Centro de Emprego.

Tome nota da lista de atitudes intoleráveis no trabalho e fora dele e ganhe fôlego para as evitar!

problemas no trabalho

1. Conflitos

Qualquer relacionamento que se estabeleça dentro de uma empresa deve ser positivo e não negativo. É tão estimulante passar o seu tempo com pessoas amistosas, competentes e inteligentes, que gostam de si, como é difícil passar o seu tempo com pessoas conflituosas que tendem para a intriga constante e que torcem o nariz quando o veem chegar. Não gere conflitos! Potencie os laços positivos que vão fazer do seu local de trabalho um sítio melhor e mais amistoso.

2. Infelicidade

Se gasta quase metade da sua vida no trabalho, é melhor que esteja feliz. Correto? Se está infeliz no trabalho vai prejudicar o seu rendimento, a sua relação com os outros, o seu bem-estar emocional e até a sua saúde e os seus relacionamentos. Pense nas oportunidades que vai perder se deixar de fazer as coisas que aprecia.

Se não gosta do seu emprego ou se se sente infeliz dentro da sua própria empresa, arregace as mangas e procure encontrar algo que realmente lhe traga felicidade.

Isto não quer dizer que não haja uma parcela de infelicidade em qualquer local de trabalho, porque a há, mas esses momentos menos risonhos não devem faze-lo detestar as manhãs de segunda e amar ardentemente os finais de tarde de sexta.

3. Negatividade

A energia negativa não deve entrar na sua empresa! Procure desligar-se da energia negativa como se desliga, por exemplo, do noticiário das oito na TV, e alimente-se de informações positivas e gratificantes. Para isso comece por não dar ouvidos aos seus colegas coscuvilheiros e maldizentes.

4. Estilo de vida doente

Pode não estar doente na verdadeira aceção da palavra, mas se está acima do peso, se fuma, é sedentário, abusa do álcool, etc, pode estar a levar uma vida doente que o vai prejudicar e deixar infeliz. Altere os seus hábitos menos aconselháveis e comece a desfrutar da vida em geral e do trabalho em particular de outra forma.

Cuide de si!

5. Confusão

O ambiente no seu local de trabalho reflete o espírito da empresa e o seu espaço dentro do edifício espelha a sua imagem. Se nele impera a confusão, sujidade e desordem, comece hoje mesmo a organizar-se para que reine enfim a ordem e a paz que lhe vão permitir viver diariamente aquela sensação de acolhimento assim que chega.

6. Tralha

É natural que as pessoas que têm um espaço grande para guardar as suas coisas no local de trabalho tenham a tendência a acumular objetos inúteis, material obsoleto e documentos desnecessários. Mas, por favor, faça como se estivesse em sua casa ou melhor ainda, e dê uma limpeza periódica ao seu espaço, seja grande ou pequeno, de forma a sentir-se mais confortável no trabalho.

7. Falta de integridade

Se não vive em concordância com seus valores está a ser infiel a si próprio e a revelar falta de integridade moral. Mais tarde ou mais cedo isso vai provocar uma perturbação psicológica que o vai levar a sentir culpa e baixar a sua autoestima. Fique de bem consigo mesmo e com os outros e mude de atitude, já!

8. Atrasos

Não se atrase a chegar ao local de trabalho nem tolere atrasos. Se for necessário, levante-se 30 minutos mais cedo do que costuma para se preparar com calma para mais um dia de labuta. É uma forma de melhor se organizar e também de evitar dores de cabeça.

9. Falta de diversão

A vida até pode não ser uma festa mas também não se resume a deveres e obrigações. É necessário equilibrar o seu dia com alguma diversão e relaxamento: ingredientes cruciais para uma existência plena e feliz. Encontre tempo para se divertir, nem que seja na hora de almoço!

10. Desonestidade

Não seja desonesto nem aceite a companhia, mesmo no trabalho, de pessoas com falta de ética. O que se espera de um colaborador é que seja uma pessoa responsável, em quem todos na empresa possam confiar.

11. Desinteresse

As empresas precisam de funcionários que se dediquem ao trabalho, que se envolvam por completo nos processos. Nos dias que correm não há mesmo espaço para acomodação e desinteresse.

12. Falta de iniciativa

No anúncio do banco achamos piada à D. Inércia mas no nosso trabalho não! Um bom profissional não fica parado à espera que decidam por ele. Pelo contrário, mune-se do seu espírito de iniciativa e vai procurar as respostas que precisa.

13. Inflexibilidade

É preciso adaptar-se às mudanças no seu trabalho porque o mundo está em constante evolução. Receba as alterações com prontidão e molde-se a novas situações.

14. Não saber trabalhar em equipa

Uma das coisas mais importantes em qualquer empresa é a capacidade para trabalhar em equipa, dividindo conhecimentos e respeitando o próximo. Não só é raro que um trabalho, hoje em dia, seja feito por uma única pessoa, como é conveniente e produtivo promover a partilha de ideias e sugestões que vão permitir que o trabalho seja feito em menos tempo e com mais qualidade.

15. Falta de criatividade

A falta de criatividade, de pensar em formas diferentes e pertinentes de fazer um trabalho, é sempre mal vista. Apresente sugestões de melhoria, formas criativas de executar suas atividades da melhor maneira possível, porque se não der o seu contributo não tem utilidade para a empresa.

16. Falta de humildade

Erra é humano, por isso se cometer um erro tenha humildade para reconhece-lo e capacidade para aprender a fazer melhor. Se for orgulhoso, provavelmente o erro será repetido mais vezes.

17. Dificuldade em se expressar de forma clara

Mesmo que seja um profissional competente, se não souber expressar-se de forma clara, nunca conseguirá apresentar os resultados do seu trabalho. Além disso, poderá gerar confusão nos processos laborais se não souber transmitir as informações de forma correta.

18. Faltas

Se o funcionário falta com frequência, a empresa cedo percebe que não pode contar com ele. Não falte por sistema.

19. Não saber relacionar-se com outras pessoas

Tratar os outros com educação, cordialidade, gentileza e respeito é a regra, fora e dentro do local de trabalho. Se se souber relacionar bem com os outros, estará a garantir o seu posto de trabalho.

20. Falta de comunicação

Se falhar na sua comunicação com os outros vai parar de se questionar, de pedir esclarecimentos e começar a fazer suposições (maioritariamente erradas). Se as pessoas não o entendem, acredite que pelo menos 50% da culpa é sua. Aperfeiçoe a sua capacidade de fazer e de responder a perguntas. Essa habilidade vai ajudá-lo a ir de encontro à informação que quer de forma rápida e eficaz.

E agora sim, podemos voltamos ao início de um novo dia de trabalho, quando após a leitura deste artigo a Augusta chega a horas, a Laura nem faz pausa para o café, o Miguel aparece feliz e sóbrio, a Dulce munida de dois sacos do lixo para deitar fora a tralha que acumulou ao longo dos anos, Luís Filipe com integridade a escorrer poros a fora, o Almeida cheio de vontade de trabalhar em equipa, a Mimi a presentear todos com a sua criatividade, o Pedro, finalmente comedido, a Susana a espalhar sorrisos e boas notícias…

Print Friendly

About The Author

Sofia Santos

Licenciada, pós-graduada e mestre em Comunicação, exerce atualmente a atividade de Técnica de Marketing na PC.Clinic. Adora as estratégias online para difusão de marcas, produtos e serviços de empresas mas gosta mais ainda de as usar para ir ao encontro dos desejos e necessidades dos consumidores mais exigentes. Pelo meio não consegue largar a produção de conteúdos de qualquer género e em qualquer tipo de suporte. Para ela escrever é dançar com as letras. É brilhar, rodopiar, suar, cansar, aprender, rir e sonhar. Ir e voltar sem sair do lugar.

Related posts

1 Comment

  1. Cecília

    Excelente artigo! Sintético e bem escrito, tocando nos pontos fundamentais do relacionamento humano em ambiente laboral. A ler e a reler, mesmo quando se procura um novo emprego.

    Reply

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *