Por que é que a velocidade do site é tão importante?

abrir uma loja virtual

Afinal… por que é que a velocidade do site é tão importante?

O layout do seu site é importante. A arquitetura, conteúdo, otimização SEO também são itens fundamentais para atingir os seus objetivos de marketing digital. Mas a velocidade do site não pode, em momento algum, ser negligenciada porque além de ser um fator que os motores de busca têm em consideração na hora de listarem os melhores resultados aos utilizadores, também é um fator decisivo na hora de conquistar visitantes. É que, se o seu site demorar mais de 2 ou 3 segundos a abrir… lamentamos informar, mas o mais certo é ser abandonado. E com isso perde uma hipótese de fechar um negócio. Não arrisque!

Velocidade do site: o que é isso?

Genericamente, por velocidade do site entende-se o tempo que demora para carregar ou abrir. No fundo trata-se do período de tempo entre o clique e a visualização de certa página.

Para determinar a velocidade de um site é necessário analisar também outros aspetos, além do tempo que demora a carregar, nomeadamente o tempo de resposta do servidor (quanto tempo demora a disponibilizar a página) e o tempo de resposta do navegador (quanto tempo demora a exibir a página).

Por que é que a velocidade do site é tão importante?

Para começar, a velocidade do site é importante para não perder nenhum negócio e isso porque os utilizadores são cada vez mais impacientes e se um site não abrir rapidamente, não esperam e passam imediatamente à concorrência.

Mas a velocidade de um site também é fundamental para aumentar a notoriedade e autoridade de um negócio, pois os utilizadores associam a velocidade do site de uma empresa à qualidade dos seus produtos ou serviços: maior velocidade significa profissionalismo, eficiência e credibilidade… logo, maior qualidade!

E não é só! A velocidade de um site é um dos principais fatores de ranqueamento, ou seja, sites rápidos melhoram a experiência dos utilizadores e por isso são valorizados pelos robots dos mecanismos de busca, como o Google, e assim sendo, têm mais oportunidades de ocupar os primeiros lugares nos resultados de pesquisa.

Como testar a velocidade do site da sua empresa?

Nada mais simples! Para testar a velocidade do site da sua empresa pode usar a ferramenta gratuita do Google, PageSpeed Insignts que dá uma nota de 0 a 100. É obvio que o seu site não precisa de ter nota máxima para garantir uma boa experiência de utilização e obter conversões, mas uma nota abaixo dos 50 no PageSpeed Insignts, é preocupante… E se quiser tirar teimas, pode testar o seu site noutra ferramenta gratuita, Pingdom Tools ou GTmetris, por exemplo, que além de avaliarem a rapidez do site, fazem sugestões para melhorar a velocidade, como nós vamos fazer de seguida!

Como melhorar a velocidade do site da sua empresa?

A velocidade do site da sua empresa pode estar a ser comprometida por vários fatores, do design ao alojamento, que têm de ser melhorados para obter uma melhor performance:

Serviço de alojamento

O serviço de alojamento contratado é determinante na velocidade do site e isso porque quanto mais tempo um servidor aguarda para responder a uma solicitação de um navegador, mais lento o tempo de carregamento da página. Por isso, invista num serviço de alojamento rápido e eficaz que disponibilize um servidor capaz de “aguentar” um elevado número de acessos em simultâneo. Se puder, invista num servidor dedicado, cujo serviço é exclusivo para um site, e que por isso tem mais recursos a nível de armazenamento de informação e processamento de dados.

Imagens pesadas

É possível que esteja a usar imagens e vídeos de grande qualidade que demoram muito a carregar e por isso há que recorrer a ferramentas de otimização de imagens para reduzir o tamanho, ou a alternativas, como gráficos, por exemplo, que apesar de serem bem mais leves, dão excelentes resultados (os utilizadores adoram-nos!).

Plugins em excesso

Os widgets e plugins são os meninos queridos de qualquer programador, mas a verdade é que em excesso afetam a velocidade do site e por isso o ideal é reduzi-los ao indispensável, até porque a regra agora é “menos é mais”. Nesse sentido, instale apenas aquilo que é realmente útil para os seus visitantes e que não compromete a experiência de utilização.

Revisão de código

Códigos que o visitante nem vê, mas que podem interferir no carregamento também devem ser revistos. A ideia aqui é manter o código limpo, retirar códigos desnecessários e deixar os arquivos mais leves. Por isso reveja, por exemplo, espaços em branco no HTML, JavaScript e arquivos CSS, entre outros. Se necessário, utilize um programa para compactar, mas não deixe de fazer tudo o que estiver ao seu alcance para tornar o site mais rápido!

Optar por um site da PME

Por fim, se escolher um dos sites PME com wordpress e sitebuilder integrado consegue garantir a máxima velocidade do site. Como proceder? É só clicar aqui e escolher o plano mais ajustado ao seu negócio e ao budget disponível!

E agora que sabe o que fazer para tornar o site mais rápido, clique aqui para conhecer os elementos essenciais num site moderno!

Sobre Sofia Santos
Sofia Santos
Para ela escrever é dançar, rodopiar, suar, cansar, brilhar, aprender, rir e sonhar. Ir e voltar sem sair do lugar!

Licenciada, pós-graduada e mestre em Comunicação.

Certificada em Content Marketing e Inbound Marketing pela HubSpot Academy.

Lançou o projeto Conteúdo & Manteúdo - de produção profissional de conteúdos para web – com a missão de melhorar o posicionamento da informação dos negócios nos motores de pesquisa, atrair um público-alvo específico, aumentar o número de acessos e partilhas, fidelizar leitores, ampliar a visibilidade e autoridade das empresas e, claro, conquistar clientes e torná-los clientes fiéis!

No fundo o seu objetivo é redigir artigos que possam interessar e oferecer soluções para os problemas dos clientes… dos seus clientes!
Deixe um Comentário