Registar domínio: como, porquê e onde?

registar domínio

Já aqui lhe falámos da importância de uma boa experiência de utilização no seu site, mas a verdade é que o sucesso online da sua empresa começa no dia em que registar o domínio! É verdade! O nome da sua empresa, marca ou negócio, visível no endereço do seu site – seja num domínio nacional ou internacional – vai ajudar os utilizadores a encontrarem os seus produtos ou serviços, fácil e rapidamente!

Registar domínio – O que é um domínio?

Resumidamente, domínio é o endereço que o utilizador vê no browser quando chega ao seu site.  É um nome que serve para localizar e identificar computadores na Internet.

Exemplo: www.oseusite.com ou www.oseusite.pt

Porém, para responder à questão “o que é um domínio”, também temos de explicar que como o domínio serve para localizar máquinas na Internet, deve ser um nome de fácil memorização.

Exemplo: pme.pt

E agora a explicação mais técnica: quando visita um site ou quer enviar uma mensagem para um determinado email, o seu computador precisa de saber onde se localiza essa página para lhe poder mostrar a informação solicitada, certo? Ora, a informação da localização parte de um servidor que assegura a indicação do endereço certo para a entrega dos pedidos enviados pelo seu computador para a Internet. Como? Convertendo o nome de domínio indicado por si (por exemplo: www.pme.pt) num endereço IP, que identifica a localização dos computadores na Internet. Agora imagine a vida sem domínios, o que é o mesmo que dizer uma vida em que tinha de decorar uma série de números (endereço IP) e inseri-los na barra de pesquisa para poder chegar ao nosso blog! Vida complicada, não é verdade?

Quer aprofundar um pouco o conceito de endereço IP ou endereço de protocolo de Internet? Pois bem, cada dispositivo que está ligado a uma rede (como a Internet) possui um endereço IP. O que é semelhante a um número de telefone, já que o IP é um conjunto único de números que identifica a sua máquina, para que os utilizadores possam encontrá-la, e de forma que ela possa enviar e receber dados de outros computadores.

Atualmente, a maioria dos endereços IP consistem em quatro conjuntos de números, cada um separado por um ponto.

 

Exemplo: 192.168.1.42.

Como percebeu, o endereço IP é o endereço real com que os motores de pesquisa trabalham, mas para não ter de escrever uma série de números (até porque este endereço real pode mudar de vez em quando) existe o domínio que tem (pelo menos) três grandes vantagens para os utilizadores:

  • Não precisam de conhecer o endereço real.
  • Só têm de fixar um endereço amigável, fácil de memorizar e de guardar.
  • Não têm de se preocupar com eventuais mudanças no endereço real de um site. 

Em suma, o domínio é uma forma de facilitar o acesso aos endereços reais. Ponto.

Domínio versus alojamento

Domínio e alojamento são conceitos diferentes que não devem ser confundidos. Domínio já percebeu o que é, mas falta explicar o que se entende por alojamento. É, grosso modo, o sítio onde o seu site fica alojado, ou seja, é um servidor próprio onde se armazenam os conteúdos do seu site e se disponibilizam aos computadores que os solicitam, através de um protocolo de comunicação específico: o protocolo HTTP.

Este processo é independente dos nomes de domínio e o acesso aos conteúdos pode ser efetuado indicando apenas o endereço IP do servidor em causa.

Se também está interessado em serviços de alojamento web, clique aqui e conheça os nossos planos!

Registar domínio – Como registar um domínio em Portugal?

O processo de registo do domínio não é complicado, mas vai precisar da ajuda de uma empresa como a pme.pt e de seguir (antes, durante e depois de adjudicar um plano), os seguintes passos:

1. Escolher um domínio nacional ou internacional

O domínio nacional é o mais aconselhado para empresas que atuam em Portugal porque é o mais imediato, ou seja, é mais fácil e comum que o utilizador procure por uma empresa registada num domínio nacional (.pt) do que internacional (.com). Além disso, um negócio com um domínio nacional, pode ter uma conta de email com o mesmo domínio registado em .pt.

Já o domínio internacional é mais barato, mais rápido de registar (o registo até pode ser feito online) e é uma boa opção para uma empresa que quer entrar no mercado estrangeiro.
Se não tiver constrangimentos financeiros, o ideal é fazer o registo de domínio da sua empresa nos vários domínios nacionais e internacionais, de modo a evitar que alguém ocupe esse lugar e possa ser confundido com a sua marca atraindo visitantes, por engano. Em termos técnicos, não tem pelo que recear, pois se conseguir registar o endereço em vários domínios, consegue redirecionar o tráfego para a mesma página sem perder os visitantes.

2. Escolher o nome de domínio

Como escolher um nome de domínio? Ainda bem que faz esta pergunta porque a escolha do nome de domínio deve ser criteriosa para que o acesso dos utilizadores seja fácil. Siga as nossas dicas!

  • Escolha um nome simples, de preferência composto apenas por uma palavra.
  • Se o nome da sua empresa tiver mais do que uma palavras, não use traços porque causam dificuldades de redação, é preferível colocar tudo junto. Exemplo: é melhor nomededominio.pt do que nome-de-dominio.pt.
  • Mesmo que opte por um nome com mais do que uma palavra, que esse nome não seja longo (até porque o máximo de caracteres para um domínio é de 63). De qualquer modo, quanto menos caracteres o domínio tiver, melhor, pois o Google só lê uma parte da URL e quando implementar o seu site, provavelmente terá de criar páginas que irão gerar URLs a partir do seu domínio, e é muito importante os motores de busca consigam ler essa URL toda.
  • Evite juntar duas letras iguais, como newwebdesign.pt.
  • Evite utilizar nomes em inglês (ou mesmo em português) cuja memorização seja difícil.
  • Não utilize palavras que possam causar dúvidas em termos de escrita.
  • Evite utilizar palavras que tenham as letras ç ou ã. Apesar de já ser possível registar domínios com acentuação, existem ainda algumas dificuldades técnicas para implementar este tipo de caracteres.
  • Se o nome que pretende já se encontrar registado e não quiser escolher outro, opte por uma terminação diferente: .net, .org, .com, etc. De qualquer modo, lembre-se que o nome de domínio não é o único fator a ditar o sucesso ou insucesso da sua presença online. Outros fatores são igualmente importantes, como a capacidade de divulgação, design, experiência de utilização, qualidade do serviço, relevância dos conteúdos, etc.

Como saber se o nome que pretende já está registado?
Clique aqui, aceda à nossa barra de pesquisa e saiba de forma imediata se o nome que pretende está ou não ocupado!

  • O nome do domínio deve coincidir com a firma ou denominação constante do Cartão de Identificação de Pessoa Coletiva (CIPC) da sua empresa.
  • O nome do domínio de empresários em nome individual e profissionais liberais também deve coincidir com o da firma ou nome profissional.
  • Não pode registar nomes de domínio que:
    • induzam em erro ou confusão sobre a sua titularidade, por coincidirem com marcas populares;
    • contenham exclusivamente expressões sem eficácia distintiva, por designarem a espécie, a qualidade, a quantidade, o destino, o valor, a proveniência geográfica ou a época de produção de produtos ou serviços, ou outras características dos mesmos;
    • correspondam a palavras ou expressões contrárias à lei, ordem pública ou bons costumes.

Adquira o seu domínio numa empresa de confiança! A pme.pt tem vários planos para registo de domínio nacional e internacional que incluem funcionalidades como email, certificado SSL, site WordPress com sitebuilder, redirecionamento para URL, gestão de subdomínios, etc. Clique e consulte o nosso preçário!

3. Registar a marca/empresa

Depois de escolher o nome, registe-o tendo em conta que o processo é diferente consoante for um registo de marca ou de empresa.

  • Registo de marca – Em Portugal, as marcas e outros sinais distintivos do comércio registam-se no INPI, Instituto Nacional da Propriedade Industrial. O registo é a única forma legal de proteger a sua marca, logótipo ou outros sinais de serem usados sem autorização.
  • Registo de empresa – Em Portugal, este registo passa por diversas fases que podem ser realizadas em diferentes entidades ou através de um processo simplificado no Centro de Formalidades de Empresas (CFE). Primeiro é necessário que peça ao Registo Nacional de Pessoas Coletivas (RNPC) o certificado de admissibilidade de firma ou denominação de pessoa coletiva, seguindo-se uma escritura pública, a Declaração de Início de Atividade pela Direção Geral dos Impostos e a requisição do Registo Comercial, publicação no Diário da República e inscrição definitiva no RNPC. Consoante a situação, para o registo de um domínio em .pt pode ser necessário apresentar o pedido de registo de marca ou uma cópia do cartão de identificação de pessoa coletiva que pode ser substituída pela cópia da publicação no Diário da República.

Registar domínio

Domínio internacional, nacional .pt ou subdomínio?

Antes de mais, e apesar do domínio nacional .pt ser o mais recomendado, saiba que existem, além de domínios internacionais, oito subdomínios que o podem ajudar a organizar a sua presença online, por tipo de negócio:

  • .gov.pt
  • .int.pt
  • .net.pt
  • .publ.pt
  • .org.pt
  • .nome.pt
  • .edu.pt
  • .com.pt

Quais as condições técnicas?

Nesta fase do processo já deve ter passado a “batata quente” ao parceiro que lhe vai construir o site ou vender o domínio, mas ainda assim precisa de saber que a nível técnico é preciso instalar e configurar um servidor primário de nomes, e pelo menos, um servidor secundário, sendo no entanto aconselhável a existência de dois ou mais servidores secundários.

Quais as condições administrativas?

Deve apresentar os documentos que comprovem a existência da sua empresa e o registo da marca (se for o caso). Se tiver optado por um subdomínio, é necessário comprovar a conformidade com o domínio classificador pedido: para .edu.pt é necessário ser um estabelecimento de ensino, por exemplo.

Qual a forma de pagamento?

O registo de domínio exige um pagamento inicial ou de submissão, essencial para fazer o registo e depois um pagamento de dois em dois anos, cuja primeira liquidação deve ocorrer 30 dias após o registo do domínio.

Nota: As subscrições no subdomínio .com.pt estão apenas sujeitas a um pagamento de manutenção bienal, antes do registo.

Domínios gratuitos, existem?

Sim, mas não são indicados para empresas e empresários em nome individual, pois, em primeiro lugar, o nome do provedor do registo vai aparecer, pelo que isso acaba por prejudicar a marca, retirando-lhe cerdibilidade. Depois, nem todas as redes sociais permitem a divulgação de links de um domínio gratuito (porque podem ser utilizados para spam), nem todos os motores de busca os consideram de confiança, e isso dificulta as estratégias SEO do marketing digital da sua empresa. E por fim, um domínio gratuito está sempre associado a um serviço limitado: válido por um ano, por exemplo, o que é perigoso para quem quer desenvolver e exibir um site por um período longo… e produtivo!

Preparado para pedir o seu domínio? Escolha uma empresa que lhe ofereça rapidez, mas também segurança e automatização da gestão, manutenção e renovação do domínio. Ganhe visitas ao seu site, mas poupe tempo e dinheiro!

Consulte os nossos valores!

Sobre Sofia Santos
Sofia Santos
Para ela escrever é dançar, rodopiar, suar, cansar, brilhar, aprender, rir e sonhar. Ir e voltar sem sair do lugar!

Licenciada, pós-graduada e mestre em Comunicação.

Certificada em Content Marketing e Inbound Marketing pela HubSpot Academy.

Lançou o projeto Conteúdo & Manteúdo - de produção profissional de conteúdos para web – com a missão de melhorar o posicionamento da informação dos negócios nos motores de pesquisa, atrair um público-alvo específico, aumentar o número de acessos e partilhas, fidelizar leitores, ampliar a visibilidade e autoridade das empresas e, claro, conquistar clientes e torná-los clientes fiéis!

No fundo o seu objetivo é redigir artigos que possam interessar e oferecer soluções para os problemas dos clientes… dos seus clientes!
Deixe um Comentário