Dados Sobre O Empreendedorismo Em Portugal

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Portugal participa já há alguns anos no maior estudo mundial sobre o empreendedorismo – Global Entrepreuneurship Monitor (GEM), que compara os níveis de empreendedorismo em diferentes países, tendo em consideração diferenças económicas.

GEM iniciou em 1999 por duas universidades, uma Estadunidense e outra do Reino Unido, Babson College e London Business School, respectivamente. Contou com a participação de 10 países e funciona como um exercício de benchmarking internacional.

Para a realização do estudo, foi estabelecida uma fronteira na definição de empreendedorismo:

“Qualquer tentativa de criação de um novo negócio ou nova iniciativa, tal como emprego próprio, uma nova organização empresarial ou a expansão de um negócio existente, por parte de um indivíduo, de uma equipa de indivíduos, ou de negócios estabelecidos”.

GEM estabelece parcerias com instituições de alguns países participantes, e em Portugal conta com o apoio do ISCTE-IUL (Instituto Universitário de Lisboa) e a Spi Ventures (empresa de consultadoria) para a realização dos estudos através de inquéritos.

O principal índice de comparação é a Taxa de Actividade Empreendedora Early-Stage (TEA), e é através desta taxa que sabemos que em 2012 Portugal encontrava-se em 44º lugar, de entre 69 países.

Para uma comparação justa, existe uma divisão de economias:

  • Economias orientadas por factores de produção (estádio avançado)
  • Economias orientadas para a eficiência (estádio intermédio)
  • Economias orientadas para a inovação (estádio avançado)

O país lusitano encontra-se no último tipo descrito, ou seja, no tipo de economias orientadas para a inovação, onde se encontram também países como o Reino Unido, Alemanha, França, Estados Unidos da América, entre outros.

As economias orientadas para a inovação são aquelas onde se vê uma mudança gradual para o sector dos serviços à medida que ocorre um amadurecimento e aumento da riqueza. Uma perspectiva bastante motivadora não lhe parece?

A inovação distorce o equilíbrio de mercado e é um agente de mudança que promove o crescimento da economia. Um empreendedor corre sempre o risco associado à inovação, mas ao introduzir novas combinações de produtos ou serviços e ao trazer consigo uma diferenciação da concorrência promove a mudança e fluidez económica.

Taxa de Actividade Empreendedora Early-Stage (TEA)
Taxa de Actividade Empreendedora TEA em diferentes países. Retirado do relatório GEM 2012.

Empreendedorismo Por Sectores

O sector com maior taxa de empreendedorismo em Portugal é o orientado ao consumidor, isto é, retalhistas, restauração, lazer, alojamento, saúde, educação, etc., com 44,9%.

Estando em segundo lugar o sector da transformação (construção, manufactura, transporte, comunicações, utilidades e distribuição grossista) com 26,2%.

O sector orientado ao cliente organizacional conta com a fatia de 23,8%, e o sector extractivo somente com 5,1%.

sectores2

Caracterização Demográfica Dos Empreendedores

Em termos de percentagem homens-mulheres, Portugal teve uma evolução na paridade em comparação com os anos anteriores, sendo que do global da população activa em Portugal contamos com 9,2% homens e 6,1% mulheres empreendedoras.

Em comparação com o estudo de 2011, conclui-se que a evolução da taxa TEA deve-se sobretudo ao aumento de número de mulheres empreendedoras.

Em termos percentuais de empreendedores em Portugal temos então o seguinte quadro:

homens vs mulheres2

A faixa etária com maior incidência de empreendedores é a entre os 25 e os 34 anos, com 10,6% da população total. Para melhor visualização traçamos o seguinte quadro, com valores aproximados, tendo em consideração o total de indivíduos empreendedores:

faixas etárias2

Motivações Dos Empreendedores

As motivações dos empreendedores portugueses situam-se sobretudo no campo das oportunidades com 58,3%. Este valor traduz uma vontade empreendedora e o reconhecimento de oportunidades, mesmo em tempos de crise.

A segunda causa do desenvolvimento de actividades empreendedoras é a necessidade, para sustento próprio, como saída do desemprego, entre outras, com 26,2%.

Uma mistura de motivos levou 15,6% dos empreendedores a iniciar actividade.

Opinião De Especialistas

O ISCTE-IUL e a Spi Ventures realizaram um senso entre especialistas nacionais sobre o empreendedorismo para saber a sua opinião em relação a 9 factores e as suas influências positivas e negativas para o desenvolvimento do empreendedorismo em Portugal.

Estes especialistas chegaram à conclusão que as estruturas mais favoráveis e facilitadoras para o empreendedorismo nacional são o “Acesso a Infraestruturas Físicas” e a “Infraestrutura Comercial e Profissional”. Contudo tanto a primeira como a segunda são influenciadas negativamente pelos custos elevados que envolvem.

As condições estruturais menos favoráveis, segundo os especialistas, são as “Políticas Governamentais”, que acarretam um excesso de burocracia e carga fiscal, funcionando como obstáculo para o empreendedorismo.

Ainda desfavorável é a condição “Normas Culturais e Sociais”. Os especialistas consideram a cultura nacional pouco orientada para o empreendedorismo, havendo falta de estímulo para o êxito individual.

Principal fonte:

“GEM Portugal 2012 – Estudo sobre o Empreendedorismo”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Procura

ARTIGOS POPULARES

10 Etapas para criar um e-commerce e vender na maior loja do mundo!

Ter um computador com acesso à internet é fundamental, mas não basta para começar a vender na maior loja do mundo. Conheça as 10 etapas para criar um e-commerce, aqui!

Como abrir uma loja virtual em Portugal

Da legislação ao software de faturação, passando por uma série de especificações técnicas! Tudo o que precisa de saber para abrir uma loja virtual em Portugal!

12 Passos Para Abrir Uma Loja Online

Hoje em dia, esteja onde estiver e seja a que horas for, desde que tenha acesso à Internet, pode entrar numa loja online, colocar um produto no carrinho de compras, pagar e aguardar a entrega na comodidade do lar. Assim, motivos não lhe faltam para desejar abrir uma loja virtual.

Como Vender No Ebay Passo A Passo

Saiba como vender no ebay passo a passo Vender no eBay, na empresa de comércio eletrónico mais conhecida no mundo, é semelhante a vender

25 Ideias Para Criar Uma Pequena Empresa

Investimento reduzido + espírito empreendedor = negócio rentável Se tem interesse em abrir um negócio lucrativo mas pouco dinheiro para investir, não esmoreça.

Como Abrir Uma Loja Na Internet

Saiba como abrir uma loja na Internet. Vantagens e benefícios de uma loja na Internet. Além de ser uma solução fácil de implementar e gerir, uma loja online apresenta inúmeras vantagens

Como dominar um teste psicotécnico antes que ele o domine a si

Os testes psicotécnicos são uma ferramenta de seleção utilizada em todo o mundo em processos de recrutamento de candidatos para um trabalho, geralmente antes de ser realizada uma entrevista.

A Importância Da Comunicação

Tanto em família como em negócio, não dar importância à comunicação significa perder oportunidades de construção de um bom relacionamento.

Como Abrir Uma Empresa Online?

Para que seja mais fácil abrir uma empresa online e gerar um desenvolvimento económico, o Portal da Empresa desenvolveu ferramentas que permitem criar, de forma simples e segura, empresas online.

Como Criar Uma Empresa Da Forma Tradicional Passo A Passo

O método Tradicional de criação de uma empresa é o mais demoroso, pressupõe várias deslocações e uma atenção acrescida. Contudo, tem a vantagem do contacto pessoal e da facilidade de esclarecimento de dúvidas.

Conteúdo

Dados Sobre O Empreendedorismo Em Portugal

Usamos cookies para que o site funcione corretamente, personalizar conteúdo e anúncios e para analisar o nosso tráfego.
Consulte a nossa política de privacidade.