Uma Cultura De Inovação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O que permite a inovação?

Quais são os elementos que potenciam uma cultura inovadora?

A procura das respostas a estas duas questões tem vindo a acompanhar-me ao longo dos anos desde que comecei a interessar-me por empreendedorismo.

Foi então com espanto e satisfação que assisti no passado dia 25 de Fevereiro na Cisco Connect a uma sessão fascinante sobre como reinventar uma sociedade, reinventar um país numa cultura de empreendedores. Uma Cultura De Inovação.

cisco connect 2015

Tive oportunidade de escutar a história por um dos seus intervenientes directos o antigo Director Geral do Ministério das Telecomunicações Israelita o Sr. Eden Bar Tal que recontou para a audiência a sua experiência em dinamizar, em conjunto com a Cisco Israel, a franja empresarial do país e em relançar uma economia que, em 2005, estava sobre sérias ameaças com uma crise económica instalada, um reflexo da contracção das suas exportações para o mercado mundial.

Com esta desacelaração mundial, e a ausência de investimento estrangeiro gerou-se uma espiral de acontecimentos dramáticos para o país: despedimentos e um geral desinvestimento na economia. Com um aumento do desemprego o país teve como resultado graves tumultos sociais e manifestações de insatisfação da população que se dirigiu às ruas em protestos nunca antes vistos no país.

Dentro desse contexto a resposta do governo foi de tentar fazer uma omelete sem os ovos do investimento estatal.

Foi nesta altura que o Sr Eden Bar Tal estabeleceu um documento estratégico que delineava o mapa de desenvolvimento tecnológico que Israel teria de percorrer para alcançar as condições de crescimento económico.

Ele resumiu esse programa num slide de power point e apresentou-o ao Primeiro Ministro Netanyahu, que aprovou o plano, com uma condição simples; o estado não poderia financiar esses investimentos e caberia ao Director Geral do Ministério das Telecomunicações a tarefa de encontrar parceiros que o pudessem auxiliar a tornar o seu país num catalizador para o desenvolvimento empresarial.

Esta estratégia assentava em 4 pilares sociais e tecnológicos e os resultados que pretendiam eram o aumento do PIB do país, reduzir as desigualdades sociais e o fosso existente entre os cidadãos mais ricos e os mais pobres e aumentar a competitividade do país. Na prática pretendiam criar uma franja vibrante de classe média populada por pequenas e médias empresas com foco tecnológico.

Encontraram efectivamente na Cisco um parceiro que lhes deu a mão e investiu em empresas, em projectos piloto e em capacidade e infraestruturas que permitiram criar os pilares necessários desta estratégia para lançar esta nova economia de banda larga.

O ponto de partida para este modelo passava por potenciar a cloud e para isso necessitavam de Internet rápida para fomentar uma industria baseada na Cloud, e potenciar a Inovação. O estado lançou um piloto numa das suas cidade rurais mais afastadas da capital e colocou a disposição das escolas tecnologia de banda larga e colaboração via telepresença tendo inclusivo entrado para o Guiness com a maior aula do mundo feita via Telepresença.

Estavam lançados os dados que iriam mudar a economia do país.

Com esta infraestrutura de banda larga nas escolas, hospitais e sector privado e com um parceiro tecnológico investido no país começaram a surgir um conjunto de novas empresas de tecnologia que inicialmente ofereciam suporte a multinacionais com os seus quadro técnicos de suporte, e de near shore suporte. Surgiram lentamente à sua volta  pequenas startups, empresas web, e um ecossistema que se expandiu inclusive para território palestiniano onde mais empresas foram surgindo gerando também na Palestina uma classe média.

O Sr. Eden Bar Tal aludiu às vitórias que Israel tem conseguido nestes últimos anos no campo da agricultura e que lhes tinha permitido tornarem-se numa potência exportadora de skills e produtos agrícolas como a famosa rega gota-a-gota e a reengenharia biológica do tomate cherry e da laranja jaffa.

Na saúde, também,  desenvolveram uma camera wifi que permite uma  colonoscopia não intrusiva e recentemente o projecto ReWalk em que criaram um exoesqueleto que permite aos paraplégicos andar numa posição vertical e com os movimentos naturais, restaurando um modo de andar que tinham perdido.

Mas a história de um país com banda larga não explica a totalidade do sucesso israelita pois estão a faltar os actores principais que levaram a cabo esta mudança, o próprio povo que trouxe estas inovações.

Falando de como o seu país é, hoje em dia, rico em empreendores e startups, o Sr. Eden Bar Tal aludiu então ao factor que contribuiu para estas grandes descobertas e transformações, e ele falou de que central para tudo o que aconteceu foi no íntimo do povo israelita haver uma cultura de inconformismo constante.

Ele falou e descreveu que o povo israelita possui um total desrespeito pelas regras, um completo desrespeito pela autoridade imposta o que resulta por parte do seu povo num constante questionar de tudo e todos, ninguém, dis Bar Tal, está acima de ver as suas ordens escrutinadas por aqueles mesmo que irão de seguida segui-las; é um povo que  analisa  ordens  e direcções e essas são regularmente questionadas e por vezes desrespeitadas quando se prova que o argumento e fundamento não é sólido.

Esta cultura inconformista liga bem com o acto de empreender de pesquisar e de inovar com exemplo vivo dessas características que agora são amplamente reconhecidas como mais valias pelo mercado Bar Tal em tom de brincadeira perguntou à audiência se sabíamos duas corporações mundiais que não tinham estabelecido centro de inovação em Israel. A audiência não sabia efectivamente e com um sorriso ele disse-nos: “A Blackberry e Nokia” e “vejam o que lhes aconteceu!”

Que lições podemos tirar das experiências israelitas? De facto o insight com que fiquei de escutar Bar Tal foi de que temos que acreditar mais em nós próprios e em Portugal, se um país com menos recursos rodeado de nações não amigáveis conseguiu criar uma cultura de risco e de empreendorismo claramente temos também um caminho a trilhar.

Não podemos deixar de estabelecer um paralelismo com o nosso país quando tentamos responder a estas duas perguntas , temos sem dúvida uma infraestrutura de banda larga excelente, comunicações móveis de última geração que em muito potencia a inovação talvez o que nos falte seja o software para animar esta infraestrutura aquele bichinho que nos diz para não nos conformarmos e não aceitarmos o “nosso fado” mas rejeitarmos o pré estabelecido e cunharmos o nosso destino, no fundo o empreendorismo é isso mesmo; rejeitar o status quo e criar mercados onde não os havia antes e é nesse espirito inconformista que nos permitimos sonhar e inovar.

André Vieira

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Procura

ARTIGOS POPULARES

10 Etapas para criar um e-commerce e vender na maior loja do mundo!

Ter um computador com acesso à internet é fundamental, mas não basta para começar a vender na maior loja do mundo. Conheça as 10 etapas para criar um e-commerce, aqui!

Como abrir uma loja virtual em Portugal

Da legislação ao software de faturação, passando por uma série de especificações técnicas! Tudo o que precisa de saber para abrir uma loja virtual em Portugal!

12 Passos Para Abrir Uma Loja Online

Hoje em dia, esteja onde estiver e seja a que horas for, desde que tenha acesso à Internet, pode entrar numa loja online, colocar um produto no carrinho de compras, pagar e aguardar a entrega na comodidade do lar. Assim, motivos não lhe faltam para desejar abrir uma loja virtual.

Como Vender No Ebay Passo A Passo

Saiba como vender no ebay passo a passo Vender no eBay, na empresa de comércio eletrónico mais conhecida no mundo, é semelhante a vender

25 Ideias Para Criar Uma Pequena Empresa

Investimento reduzido + espírito empreendedor = negócio rentável Se tem interesse em abrir um negócio lucrativo mas pouco dinheiro para investir, não esmoreça.

Como Abrir Uma Loja Na Internet

Saiba como abrir uma loja na Internet. Vantagens e benefícios de uma loja na Internet. Além de ser uma solução fácil de implementar e gerir, uma loja online apresenta inúmeras vantagens

Como dominar um teste psicotécnico antes que ele o domine a si

Os testes psicotécnicos são uma ferramenta de seleção utilizada em todo o mundo em processos de recrutamento de candidatos para um trabalho, geralmente antes de ser realizada uma entrevista.

A Importância Da Comunicação

Tanto em família como em negócio, não dar importância à comunicação significa perder oportunidades de construção de um bom relacionamento.

Como Abrir Uma Empresa Online?

Para que seja mais fácil abrir uma empresa online e gerar um desenvolvimento económico, o Portal da Empresa desenvolveu ferramentas que permitem criar, de forma simples e segura, empresas online.

Como Criar Uma Empresa Da Forma Tradicional Passo A Passo

O método Tradicional de criação de uma empresa é o mais demoroso, pressupõe várias deslocações e uma atenção acrescida. Contudo, tem a vantagem do contacto pessoal e da facilidade de esclarecimento de dúvidas.

Conteúdo

Uma Cultura De Inovação

Usamos cookies para que o site funcione corretamente, personalizar conteúdo e anúncios e para analisar o nosso tráfego.
Consulte a nossa política de privacidade.