Alcance Orgânico Versus Alcance Pago

alcance orgânico

Quando um internauta comum faz uma pesquisa no Google que lhe devolve várias páginas de resultados para a expressão que procurou, identifica alcance orgânico versus alcance pago, ou seja, diferencia os conteúdos pagos e, independentemente dos resultados em que vai clicar, a verdade é que consciente ou inconscientemente confia mais nos links sem a palavra “anúncio” a verde. E isso é legítimo. Tão legítimo como ir diretamente aos anúncios sobre os produtos ou serviços que quer comprar porque não tem tempo a perder com outros conteúdos!

Apesar da dicotomia alcance orgânico versus alcance pago ser sobejamente conhecida e explorada nas agências de marketing digital, importa aqui explicar de forma clara, ao empreendedor que não trabalha diretamente com publicidade online, quais as diferenças entre ambas as formas, para que possa decidir qual é a que vai melhorar a sua presença online, e tendo em conta que pode e deve aproveitar as duas em simultâneo!

Alcance orgânico versus alcance pago. O que se entende por alcance orgânico?

Alcance orgânico ou tráfego orgânico é o termo usado para indicar o número de pessoas atingidas por uma publicação ou página na Internet de forma orgânica, ou seja, de forma a não envolver qualquer tipo de custo.

Exemplo: as visitas ao seu site ou as leituras dos conteúdos do seu blog que aconteceram de forma direta, através de pesquisas dos utilizadores e sem influência de publicidade, são alcance orgânico.

Gostava de melhorar o alcance orgânico do seu site? Contacte-nos para a restruturação do mesmo, de acordo com as boas práticas, mas também com as novas tendências de web design.

Como se consegue um alcance orgânico?

O alcance orgânico é conseguido através de técnicas a nível de conteúdo ou content marketing incluídas nas estratégias de marketing digital da sua empresa, nomeadamente estratégias SEO (Search Engine Optimization) que ajudam um conteúdo de uma página da Internet a alcançar as melhores posições na pesquisa orgânica em motores de busca como o Google, ou seja, alcançar os primeiros lugares nos resultados de pesquisa que aparecem aos utilizadores. Mas para que isso aconteça, é fundamental que se desenvolva um grande trabalho de estruturação, arquitetura de informação, usabilidade, técnicas de programação, redação de conteúdo e link building, entre outros recursos. São estas técnicas SEO de otimização de pesquisa que permitem à sua empresa mostrar o seu produto/serviço sem recorrer a investimentos de publicidade online.

Qual a importância do tráfego orgânico?

Como os motores de busca impulsionam a navegação na Internet, os utilizadores confiam neles para procurarem por informação e as empresas confiam neles para exporem os seus conteúdos. Daí que todos os resultados que surgem nas listas de pesquisa (particularmente os primeiros) sejam um dos principais objetivos de uma empresa que invista em marketing digital, porque estes resultados são mais credíveis na medida em não são publicidade, ou seja, chegaram a lugares cimeiros graças a um esforço de otimização de conteúdos. Esta estratégia agrada aos internautas e por isso tem grande potencial para interação de uma empresa com prospects.

Alcance orgânico versus alcance pago. O que se entende por alcance pago?

Alcance pago, tráfego pago ou link patrocinado é o termo usado para indicar o número de pessoas que foram atingidas por uma publicação ou página na Internet mediante determinado custo respeitante a publicidade.

Exemplo: as visitas ao seu site ou as leituras dos conteúdos do seu blog que aconteceram de forma indireta, através de um investimento em publicidade (anúncios, links patrocinados ou qualquer outro recurso), são alcance pago. Se, por exemplo, usar o Google Ads para promover o seu negócio, quando um utilizador pesquisar por um termo que corresponda a uma das suas palavras-chave, os primeiros resultados que aparecem são algumas publicidades, incluindo a sua (com a indicação “anúncio” a verde).

Precisa de ajuda para escolher as palavras-chave para o seu site?

Como se consegue um alcance pago?

O alcance ou tráfego pago é uma forma de publicidade online muito utilizada no Google Adwords, Facebook Ads, YouTube Ads, etc. No fundo trata-se de campanhas ou grupos de anúncios baseados no conceito de PPC (pay per click) em que o anunciante só paga quando alguém clicar no seu anúncio, dentro de um orçamento diário pré-estabelecido. Os locais de exibição dos anúncios (Facebook, resultados de pesquisa do Google, afiliados do Google, YouTube, etc), bem como o tempo de duração e alcance da campanha (local a mundial), variam consoante os objetivos da empresa.

Principais erros a evitar no Google Ads, aqui!

Qual a importância do tráfego pago?

O tráfego pago é importante para que uma empresa alcance o seu público-alvo e não perca tempo nem recursos com outros consumidores. E isso é possível porque este tipo de anúncio é personalizado, ou seja, selecionam-se, entre outros itens, as zonas onde o anúncio vai aparecer e as palavras-chave relacionadas com os produtos/serviços que uma empresa vende, e assim esse site pode aparecer mais facilmente – do que com tráfego orgânico – nas primeiras posições do Google e aumentar taxas de conversão.

Alcance orgânico versus alcance pago

Como já percebeu pelo título deste artigo “alcance orgânico versus alcance pago”, estas são duas das maiores ferramentas para fazer com que o conteúdo da sua empresa seja visto pelos internautas. Ambos os recursos têm vantagens e desvantagens, pelo que cabe a si escolher uma das formas (ou ambas) de acordo com as especificidades do seu negócio. É que se a principal diferença óbvia entre estas estratégias tem a ver com dinheiro e dê a vitória ao tráfego orgânico, também é verdade que a segunda estratégia, apesar de implicar algum investimento, é de grande eficácia para chegar às pessoas certas no momento certo. E o facto de só pagar se o utilizador entrar no seu site, clicar na sua landing page, etc, permite-lhe controlar os custos e ter a certeza de que, com esta disposição, não deita dinheiro à rua.

Ainda assim convém identificar atempadamente as diferenças entre estas duas ferramentas de modo a melhor as utilizar para ajudar o negócio a alcançar cada vez mais potenciais clientes. E nada melhor do que uma lista com as principais vantagens e desvantagens para o fazer, não é verdade?

Principais vantagens do alcance orgânico

  • O alcance orgânico é tão bom ou melhor para o seu negócio, do que a publicidade paga e não envolve um investimento em campanhas.
  • Oferece maior grau de confiança e credibilidade, precisamente porque a sua empresa não pagou para aparecer nos lugares de topo dos motores de busca.
  • Regra geral, quando um conteúdo aparece de forma orgânica no Google, os utilizadores reconhecem que esse conteúdo pode resolver os seus problemas.
  • Quanto mais o conteúdo aparece de forma orgânica, mais credibilidade o seu site ganha.
  • As pesquisas orgânicas oferecem uma média de cliques muito maior que os anúncios pagos e são mais propícias à interação dos consumidores e, consequentemente, à qualificação de leads.

Principais desvantagens do tráfego orgânico

  • A pesquisa orgânica pode levar semanas e até meses para dar lucro, pois implica um trabalho a nível de marketing de conteúdo cujos resultados não são imediatos.
  • A otimização de uma página de um site para pesquisas orgânicas é mais difícil e morosa e exige a dedicação de um profissional especializado, particularmente na elaboração de conteúdos (copywriter).
  • Para atingir um alcance orgânico, a sua empresa tem de produzir continuamente conteúdos de qualidade e relevantes assentes num plano de marketing digital que inclua as necessidades dos consumidores nas diferentes fases do chamado funil de vendas, bem como objetivos, metas e prazos.

Clique aqui para saber como fazer um plano de marketing digital.

Principais vantagens do alcance pago

  • Os anúncios pagos são uma forma muito eficiente de promover o seu negócio junto do seu público-alvo porque basta determinar as suas palavras-chave ou keywords e fixar um orçamento para atingir as pessoas certas.
  • A otimização SEO faz com que o seu anúncio apareça exatamente para o tipo de consumidor que está a tentar alcançar.
  • Os seus anúncios podem ser direcionados por um intervalo de tempo específico e pagos apenas se o utilizador clicar em determinado link, por exemplo.
  • Através dos programas de PPC, a sua empresa consegue acompanhar o progresso dos anúncios em tempo real, e se quiser até pode colocar em pausa aqueles que não estão a apresentar bons resultados.

Principais desvantagens do tráfego pago

  • A grande desvantagem é que o alcance pago é uma ferramenta mais cara, ou seja, cada clique vai-lhe ser cobrado.
  • Como estipula um orçamento, os anúncios só aparecem enquanto o orçamento o permitir, ou seja, enquanto o orçamento diário que indicou não se esgotar.
  • O tráfego pago oferece menor credibilidade que o alcance orgânico.

Alcance orgânico versus alcance pago… Sim, é difícil identificar qual o melhor canal para promover a sua empresa na Internet, mas enquanto não descobre o método mais certeiro, use ambos para ajudar os seus conteúdos a chegarem aos consumidores certos, sem prejudicar o potencial de geração de leads qualificados!

Leia também o nosso artigo “O que é SEO e como funciona?

Sobre Sofia Santos
Sofia Santos
Para ela escrever é dançar, rodopiar, suar, cansar, brilhar, aprender, rir e sonhar. Ir e voltar sem sair do lugar!

Licenciada, pós-graduada e mestre em Comunicação.

Certificada em Content Marketing e Inbound Marketing pela HubSpot Academy.

Lançou o projeto Conteúdo & Manteúdo - de produção profissional de conteúdos para web – com a missão de melhorar o posicionamento da informação dos negócios nos motores de pesquisa, atrair um público-alvo específico, aumentar o número de acessos e partilhas, fidelizar leitores, ampliar a visibilidade e autoridade das empresas e, claro, conquistar clientes e torná-los clientes fiéis!

No fundo o seu objetivo é redigir artigos que possam interessar e oferecer soluções para os problemas dos clientes… dos seus clientes!
Deixe um Comentário