Como definir o público-alvo da sua empresa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Saiba como definir o público-alvo da sua empresa

Se conhecer as pessoas que estão interessadas no seu produto ou serviço, consegue entender melhor o que querem ou precisam e assim oferecer uma solução ajustada às suas reais necessidades. Daí a importância de definir o público-alvo da sua empresa, venda para um nicho de mercado que procura por soluções para queda de cabelo, por exemplo, ou para um grupo de consumidores mais amplo que procura por soluções para uma alimentação equilibrada.

Porque é importante definir o público-alvo da sua empresa?

Tendo em conta que público-alvo é aquela parcela de consumidores para quem sua empresa direciona – ou devia direcionar – ações de marketing, a sua definição é importante para chegar às pessoas que têm interesse ou predisposição para comprar o seu produto ou serviço, e assim aumentar a sua carteira de clientes e gerar lucros para a sua empresa. Porém, definir o público-alvo não é, propriamente, um processo rápido! Tem de incluir diversas informações sobre os hábitos de consumo, preferências, poder de compra e zona de residência, entre outros itens que possam ser importantes para chegar à conclusão de quem é o seu público-alvo e assim poder responder melhor aos seus desejos, necessidades e problemas, através de estratégias de marketing assertivas e direcionadas a quem realmente importa. Deste modo, além de converter essas pessoas em clientes, não perde tempo nem dinheiro com outros consumidores que, por um motivo ou outro, não estão interessados no seu produto ou serviço.

Quer um exemplo de público-alvo?

Um restaurante de comida tradicional portuguesa tem como público-alvo, por exemplo, homens e mulheres de classe média, entre os 40 e os 60 anos, com estudos superiores, residência em Lisboa ou arredores e apaixonados por comida tradicional portuguesa. Pessoas que pesquisam por informação em sites de receitas e acompanham o Facebook e Instagram de restaurantes e chefs de cozinha, etc.

Outro exemplo de público-alvo?

Uma agência de viagens tem como público-alvo, por exemplo, homens e mulheres de classe média/alta, entre os 40 e os 70 anos que vivem no Porto, gostam de viajar, consumem informação em sites de viagens e redes sociais e procuram por ofertas de pacotes de viagens nacionais e internacionais.

Como definir o público-alvo da sua empresa?

Independentemente do seu modelo de negócio, se está preparado para começar a definir o público-alvo da sua empresa, deve seguir estas dicas!

1. Estude o seu mercado

Antes de começar a definir o público-alvo da sua empresa, deve estudar o seu mercado de atuação e a sua concorrência. De nada lhe vale lançar um produto ou serviço se o mercado não tiver essa necessidade, não é verdade? Por isso, antes de mais, deve identificar uma oportunidade no mercado e só depois criar o seu produto/serviço. Veja o que faz falta aos consumidores e que necessidades especificas já estão a ser atendidas pela concorrência e depois defina a sua oportunidade e diferencial do negócio.

2. Descubra quem são as pessoas interessadas no seu produto ou serviço

E agora, sim, para definir o público-alvo da sua empresa tem de descobrir quem são as pessoas que se podem interessar pelo seu produto ou serviço. Como? Simples! Através de uma relação pós-venda com os clientes que já adquiriram o seu produto na sua loja física ou loja online, mas também através da ajuda das novas tecnologias, pois pode encontrar facilmente as informações que precisa na Internet, em redes sociais e até no seu site ou loja online. Pessoas que colocaram like nos seus conteúdos, que deixaram comentários, preencheram formulários, fizeram download de ebooks, inscreveram-se para receber uma newsletter são, à partida, elementos do seu público-alvo! Portanto, recolha os dados sobre estes utilizadores e tente encontrar um padrão no que toca a sexo, idade, estado civil, localização, nível de escolaridade, rendimento mensal médio, interesses, hábitos de consumo, etc. E lembre-se que este trabalho é continuo porque por muito bem que consiga definir o público-alvo da sua empresa, os interesses destas pessoas podem mudar consoante mudam as tendências de mercado.

3. Compreenda os problemas desse grupo de pessoas

Possivelmente pensou que descobrir quem são as pessoas interessadas no seu produto ou serviço era quanto bastava para definir um público-alvo e aumentar as vendas… mas não é suficiente! Precisa de identificar também – e com clareza – quais são os seus “problemas”. E sabe porquê? Porque para fazer a melhor oferta, aquela que vai responder a uma necessidade do seu público-alvo, tem de saber o que é que este precisa. Se não efetuar pesquisas para analisar o comportamento destes consumidores, não consegue definir as melhores estratégias para evidenciar os benefícios que o seu produto ou serviço pode trazer, sendo que a solução da sua empresa deve estar voltada para um problema específico, seja retirar nódoas difíceis da roupa, seja desenhar uma loja online com várias funcionalidades. Seja treinar um cão ou vender suplementos alimentares para aumentar a performance de atletas. Está a ver a ideia? Ao definir esse problema específico, está a reunir num mesmo grupo todas as pessoas que, por exemplo, têm famílias dinâmicas com crianças pequenas que costumam deixar muitas nódoas na roupa. Ou têm algo para vender através de um e-commerce. Ou cães que precisam de treinos de obediência… e por ai fora!
Agora a questão é encontrar, no meio de tanta concorrência, a sua proposta de valor. Com tantas empresas a venderem detergentes e sprays tira nódoas, como vai destacar o seu produto e oferecer algo mais que os produtos da concorrência não estão a oferecer? Ora, se conseguir agrupar essas pessoas que fazem parte do seu público-alvo conforme as suas características em comum, fica bem mais fácil descobrir esse algo mais, esse diferencial capaz de lhe aumentar as vendas!

4. Identifique as suas fontes de informação

E depois de perceber quem são as pessoas realmente interessadas no seu produto ou serviço e que problemas é que lhes pode resolver, é hora de descobrir onde é que essas pessoas pesquisam por informação para melhor definir o público-alvo. Pesquisam junto de familiares e amigos? No campo de pesquisa do Google? Em redes sociais? Jornais? Se identificar os canais de comunicação que a sua audiência prefere, pode usá-los a favor da sua empresa, tornando a comunicação mais eficiente.

5. Perceba em quem confiam

A confiança é meio caminho andado para conquistar um novo cliente, pelo que a questão agora é perceber em quem confiam as pessoas que constituem o seu público-alvo. Por exemplo, se chegar à conclusão de que confiam em testemunhos de outros clientes, publique-os no seu site; se confiam mais em empresas que mostram conhecimento na sua área de atuação, publique artigos no blog; se confiam em partilhas em redes sociais, publique cada vez mais conteúdos relevantes; se confiam em avaliações no Google My Business, peça a opinião de quem já conhece o seu produto/serviço, etc. O que importa é mostrar a reputação da sua empresa à sua audiência.

Se cumprir com este passo a passo para definir o público-alvo da sua empresa, vai conseguir reunir e recolher todas as informações necessárias sobre os seus potenciais clientes e depois considerá-las na construção das suas ações de marketing para aumentar as vendas!

E agora que sabe como definir um público-alvo, clique aqui para conhecer o consumidor pós-coronavírus!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Procura

ARTIGOS POPULARES

10 Etapas para criar um e-commerce e vender na maior loja do mundo!

Ter um computador com acesso à internet é fundamental, mas não basta para começar a vender na maior loja do mundo. Conheça as 10 etapas para criar um e-commerce, aqui!

Como abrir uma loja virtual em Portugal

Da legislação ao software de faturação, passando por uma série de especificações técnicas! Tudo o que precisa de saber para abrir uma loja virtual em Portugal!

12 Passos Para Abrir Uma Loja Online

Hoje em dia, esteja onde estiver e seja a que horas for, desde que tenha acesso à Internet, pode entrar numa loja online, colocar um produto no carrinho de compras, pagar e aguardar a entrega na comodidade do lar. Assim, motivos não lhe faltam para desejar abrir uma loja virtual.

Como Vender No Ebay Passo A Passo

Saiba como vender no ebay passo a passo Vender no eBay, na empresa de comércio eletrónico mais conhecida no mundo, é semelhante a vender

25 Ideias Para Criar Uma Pequena Empresa

Investimento reduzido + espírito empreendedor = negócio rentável Se tem interesse em abrir um negócio lucrativo mas pouco dinheiro para investir, não esmoreça.

Como Abrir Uma Loja Na Internet

Saiba como abrir uma loja na Internet. Vantagens e benefícios de uma loja na Internet. Além de ser uma solução fácil de implementar e gerir, uma loja online apresenta inúmeras vantagens

Como dominar um teste psicotécnico antes que ele o domine a si

Os testes psicotécnicos são uma ferramenta de seleção utilizada em todo o mundo em processos de recrutamento de candidatos para um trabalho, geralmente antes de ser realizada uma entrevista.

A Importância Da Comunicação

Tanto em família como em negócio, não dar importância à comunicação significa perder oportunidades de construção de um bom relacionamento.

Como Abrir Uma Empresa Online?

Para que seja mais fácil abrir uma empresa online e gerar um desenvolvimento económico, o Portal da Empresa desenvolveu ferramentas que permitem criar, de forma simples e segura, empresas online.

Como Criar Uma Empresa Da Forma Tradicional Passo A Passo

O método Tradicional de criação de uma empresa é o mais demoroso, pressupõe várias deslocações e uma atenção acrescida. Contudo, tem a vantagem do contacto pessoal e da facilidade de esclarecimento de dúvidas.

Conteúdo

Como definir o público-alvo da sua empresa

Usamos cookies para que o site funcione corretamente, personalizar conteúdo e anúncios e para analisar o nosso tráfego.
Consulte a nossa política de privacidade.