Bem-vindo ao pme.pt

Apoio Digital para o Crescimento da Sua Empresa: Transforme a Sua Presença Online de Forma Fácil e Acessível

Emprego e Formação Profissional

Que Tipo De Fotografia NÃO Deve Usar Num Currículo

Tipo de foto para curriculum vitae

Independentemente de concordar ou não com o uso de uma fotografia num currículo, o facto é que cada vez mais empresas pedem aos candidatos para enviar a sua foto juntamente com a candidatura. E por muito teimoso ou feio que seja… não pode fugir a isso. A alternativa é usar uma imagem adequada. Saiba como já a seguir!

Que Tipo De Fotografia NÃO Deve Usar Num Currículo

Para algumas funções o aspeto do candidato é – ou devia ser – totalmente irrelevante mas para outras (atendimento ao público, televisão, cinema, teatro…) a figura física conta e, por esse motivo, mesmo que não lhe tenha sido solicitado, deve incluir uma imagem sua no currículo. Repare que se não enviar foto os recrutadores vão partir do princípio de que a sua imagem não é propriamente agradável. O mesmo se aplica para o LinkedIn. O seu perfil deve ter uma boa fotografia, por isso deve compreender o que funciona melhor junto de quem o pode selecionar para uma entrevista.

Nesse sentido, acreditamos que já percebeu que a fotografia profissional onde mostra a cabeça e os ombros, com o clássico casaco de fato escuro, cabelo arranjado e sorriso no rosto é a mais apropriada, correto? O que não percebemos é por que não a está a usar… Para além de profissionalismo, este tipo de imagem demonstra simpatia, pelo que é a mais indicada. A par, a fotografia pode ter um fundo interessante ou background que agrade aos recrutadores e que identifique a área onde trabalha ou onde pretende trabalhar. Por exemplo, um fundo ligado a tecnologias se trabalha com informática ou ligado a arte se é ilustrador ou ligado a medicina, se é médico, etc. Mas atenção que não deve abusar no impacto que esse ambiente vai criar. Convém que não distraia o olhar do recrutador porque a sua imagem deve sobressair em primeiro lugar.

Em alternativa, pode usar uma foto mais criativa. Este tipo de fotografias são sempre bem-vinda pelos recrutadores de áreas ligadas a profissões que exigem alguma criatividade, como design, publicidade, artes, teatro, televisão, jornalismo, etc (os outros candidatos podem e devem limitar-se à foto profissional). Uma imagem fora do comum, num currículo, mostra a sua originalidade. Se a tem, aproveite-a!

Tipos de fotografia que não deve usar

Agora sim, enumeramos aquelas fotografias que não deve mesmo apresentar a um recrutador, sob pena de perder a possibilidade de agarrar o emprego que deseja.

1. Fotografia de baixa qualidade

Não use fotografias de baixa qualidade, ou seja, desfocadas. Se a ideia é que o empregador consiga ver a sua cara para quê enviar uma foto onde a sua imagem não é suficientemente visível? Além de ser uma má imagem, demonstra que ou não tem fotos suas com qualidade ou não tem paciência para procurar uma imagem adequada. Seguramente que isso será o suficiente para o seu currículo ser posto de lado.

2. Selfie

Não se retrate a si próprio. Uma selfie não transmite profissionalismo, por isso evite tirar fotografias a si mesmo e peça a um familiar ou amigo para o ajudar a encontrar a posição, o local e a expressão facial mais certeira: aquela que demonstre simpatia, confiança e dinamismo.

3. Fotografia com pouca visibilidade

Não use fotografias com má iluminação ou fotografias tiradas de muito longe que impeçam o recrutador de ver o seu rosto com nitidez.

4. Fotografia inapropriada para a sua área

Não use uma fotografia desapropriada para a área onde se está a candidatar. Faz sentido que envie uma foto sua com uma máquina fotográfica na mão se trabalha com imagens mas se pretende candidatar-se, por exemplo, a um cargo num departamento financeiro de uma empresa, essa imagem já não serve de todo.

5. Fotografia numa festa

Não use aquelas fotografias que lhe foram tiradas em festas (ou pior ainda, na praia ou na piscina). Por muito bonito e bem-disposto que esteja na imagem, não deve misturar negócios com prazer. Deixe a sua fotografia na festa para o Facebook e selecione outra para o currículo.

6. Fotografia cortada

Não use uma imagem que esteja cortada, ou seja, onde seja fácil perceber que ao seu lado estava outra pessoa porque aparece um braço ou um ombro a mais. Este tipo de fotos levam o recrutador a pensar – e bem – que nem se deu ao trabalho de posar sozinho para ter uma apresentação mais profissional no currículo.

7. Fotografia com roupa desapropriada

Não use uma fotografia onde aparece com roupa espalhafatosa ou, pior que isso, praticamente sem roupa. Nada de decotes, biquínis, t-shirts de clubes de futebol e afins.

8. Fotografias com acessórios

Não use imagens onde aparece de óculos escuros ou boné na cabeça. Os acessórios podem esconder o seu rosto e revelar o seu lado mais informal que é, de resto, tudo o que não deve mostrar se pretende arranjar um emprego.

Preparado? Agora pode ir buscar a sua máquina fotográfica, vestir uma roupa apropriada, passar um pouco de maquiagem (se for o caso) e chamar um familiar ou amigo (o vizinho, se não estiver ocupado, também serve) para lhe tirar uma (BOA) foto.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Procura

LER ARTIGOS

Como Criar um Plano de Negócios

Um plano de negócios bem estruturado é fundamental para o sucesso de qualquer empresa. Ele serve como um mapa abrangente, orientando os empreendedores e proprietários de empresas em todas as etapas do processo.

Segredos do Search Engine Marketing

Neste artigo vamos explorar os fundamentos do Search Engine Marketing (SEM), as suas vertentes, tendências emergentes e a importância dos motores de busca no processo de tomada de decisão do consumidor.

A Evolução e Importância do SEO

A presença online sólida é fundamental para o sucesso de qualquer negócio, com bilhões de pesquisas realizadas diariamente nos motores de busca como o Google, otimizar a visibilidade e os rankings dos nossos websites tornou-se uma prioridade estratégica e de sobrevivência.

Como Criar um Website Profissional para a Sua Empresa

O mundo ligado à Internet exige que as empresas tenham uma presença online forte. Um website profissional é a pedra angular para estabelecer a sua identidade de marca, comunicar com os clientes e vender produtos e / ou serviços online.

Cibersegurança: 10 Medidas Recomendadas para PMEs

Como podem as pequenas e médias empresas garantir que os funcionários estão devidamente formados nos fundamentos da cibersegurança?

Ransomware: A Ameaça Ciberlucrativa

O que é o Ransomware? É um tipo malware insidioso que encripta os dados das vítimas, tornando-os inacessíveis até que um resgate seja pago.

Gestão e Resolução de Conflitos nas Pequenas e Médias Empresas

Os conflitos são inevitáveis em qualquer ambiente de trabalho, especialmente nas pequenas e médias empresas (PMEs), onde as interações pessoais são mais próximas e intensas.

Conduzir Reuniões de Sucesso

Neste artigo vamos tentar resumir as melhores práticas para conduzir reuniões produtivas e envolventes, desde o planeamento até ao follow-up.

Conteúdo

Que Tipo De Fotografia NÃO Deve Usar Num Currículo

Usamos cookies para que o site funcione corretamente, personalizar conteúdo e anúncios e para analisar o nosso tráfego.
Consulte a nossa política de privacidade.