Bem-vindo ao pme.pt

Apoio Digital para o Crescimento da Sua Empresa: Transforme a Sua Presença Online de Forma Fácil e Acessível

Economia e Mercados

logótipo

Logotipo ou logótipo ?

Basta uma pesquisa por um qualquer motor de busca e vamos encontrar a palavra escrita das duas formas. Logotipo e logótipo!
Eu tenho esta dúvida linguística, desde sempre. Muito por culpa das leituras em Inglês, fica a abreviatura “logo”, que depois facilmente fica imprimido na mente, logotipo.
De acordo com o Flip a forma “logótipo” é a mais correta, no entanto a forma “logotipo” já é verificada a sua publicação em vários dicionários de língua portuguesa.

design logótipo

O que é um logótipo?

Muito resumidamente, o logótipo é uma assinatura gráfica que se pretende única referente a uma empresa, a um serviço, a uma marca ou a um projeto, etcétera. Geralmente, um logótipo é a soma de um nome, com uma grafia única ou singular, com uma imagem icónica única ou singular.

Para que serve um logótipo?

O papel mais importante de um logótipo é criar uma identificação gráfica, para a empresa ou projeto, que vai ajudar a audiência a identificar e reconhecer essa empresa ou esse projeto. No fundo, o que é pretendido, é que o logótipo seja o melhor método para ajudar a audiência a memorizar aquele gráfico e associar o mesmo à referida empresa ou projeto e assim voltar a escolher ou identificar a mesma empresa ou projeto numa futura interação. A ideia é identificar para distinguir, caracterizar e promover uma mais fácil identificação futura.

Esta preocupação não é uma preocupação nova, dos tempos modernos. Não aconteceu por causa do novo marketing global. É uma preocupação com uma história muito antiga. Um dos logótipos mais antigos que ainda sobrevive nos nossos dias, carrega os princípios gráficos fundamentais do logótipo original. O exemplo que falo é do logótipo da cerveja Stella Artois, que data a sua primeira utilização em 1366. Outro exemplo curioso é o logótipo do chã Twinings Tea, inalterado desde de 1887.

O logótipo é a chave da confiança.

Ter um logótipo ajuda a identificar a empresa, marca, produto ou projeto. Mas não significa valor acrescentado só por si. Um logótipo vai criar uma primeira impressão em quem o vê. E isso é bom! Mas pode ser mau. Confuso?

Provavelmente já ouviu ou leu a frase “vestido para o sucesso”! No mundo das vendas interpessoais a aparência tem uma importância enorme. Tudo importa para causar uma boa primeira impressão, a roupa, as expressões faciais, o aperto de mão, o sorriso, até a entoação da voz, vantagens estudadas para conseguir a venda. Num logótipo a sua visualização vai causar a “primeira impressão”, o futuro cliente vai fazer um julgamento instantâneo sobre a empresa ou projeto. Na mesma linha do exemplo anterior, provavelmente já ouviu ou leu a frase “não julgue um livro pela capa”, no entanto, quem nunca pegou num livro pelo interesse que a capa suscitou. Não significa que o livro seja bom ou mau, mas aquela capa é uma vantagem competitiva. Tal como julgamos os livros pela capa, numa primeira impressão, também vamos julgar uma empresa ou projeto pelo logótipo. É a importância da “primeira impressão” e investir num logótipo é investir nessa boa “primeira impressão” e uma boa primeira impressão é o primeiro passo para criar laços de confiança e uma relação duradoura com o futuro cliente.

Um logótipo descuidado não cria uma boa primeira impressão e gera desconfiança, dificultando qualquer relação comercial.

Para além do logótipo.

A importância dada aos logótipos, por quem gere empresas ou projetos, é de tal ordem, que muitos logótipos foram além da simples tarefa de ser o lembrete para identificar determinada empresa ou projeto, tem significados escondidos ou subliminares. Um dos logótipos mais famosos dos nossos tempos é o logótipo da maça com uma mordida de lado, representa a mordida de Eva na maça da árvore do conhecimento, no episódio bíblico com Adão. É escusado dizer o nome da empresa, é naturalmente identificada, tal o poder do seu logótipo e a difusão do mesmo pelo nosso dia-a-dia.

Outro exemplo, é o logótipo das barras de chocolate Toblerone, no seu logótipo está representada a montanha Monte Cervino e no espaço negativo verificamos a figura de um urso, que simboliza duas ideias, uma referente ao leve sabor a mel que a barra de chocolate tem, a outra celebra o sucesso da barra de chocolate e a sua ligação com a cidade Suíça de Berna, onde a barra é fabricada, cidade essa que tem no brasão incorporado um urso e uma ligação muito forte ao referido animal.

Anatomia de um logótipo.

O escrutínio de um logótipo é simples, por vezes, imediato. Gosto! Não gosto! No entanto, quem procura um logótipo para a sua empresa ou projeto, muitas vezes procura uma reação emotiva imediata ao logótipo. Procura o wow!

Na analise aos princípios do que deve ter ou ser um logótipo, é consensual as seguintes características, deve ser simples e distintivo, insigne e memorável, adequado e apropriado, versátil e pratico e por fim duradouro e constante.

Simples e distintivo

Tudo o que não é complicado é mais fácil de recordar. Um logótipo simples é mais fácil de ser recordado e reconhecido. Mas não deve ser apenas simples, deverá ter a sua distinção que o tornará único.

Insigne e memorável

Um logótipo deve chamar a si a atenção que se pretende, deverá ser distinto entre os demais, notável e memorável.

Adequado e apropriado

Não faz sentido um logótipo graficamente austero e sombrio para uma loja de brinquedos para crianças. Nem faz sentido, um logótipo colorido e brincalhão, com letras infantis para uma marca de fatos para homem! Um logótipo deve ser adequado e apropriado à empresa e ao projeto que vai representar. O logótipo deve ter em conta a audiência da empresa ou projeto.

Versátil e pratico

Um logótipo deve ser pensado para a sua utilização num número cada vez maior de meios de comunicação. Deve ser pensado para ser imprimido em sacos, timbrado em cartas, visualizado em websites, mostrado em telemóveis e por aí em diante. O logótipo deve ser desenhado e pensado para que o mesmo seja dimensionado para qualquer tamanho, com cores ou a preto e branco.

Duradouro e constante.

Um logótipo não deve seguir tendências da época, nem modas virais. Um logótipo deve ser projetado para longevidade. Deverá ser o mais constante possível durante todo o percurso da empresa ou projeto. Por esta razão, é necessário perceber a filosofia do que se quer hoje e do que se vai querer amanhã, quais os caminhos e expectativas para o futuro. Assim, ao perceber as metas e os objetivos da empresa ou projeto podemos criar uma bagagem de ideias, esta bagagem ajuda a criar um logótipo que irá perdurar e poderá representar convenientemente os princípios e expectativas para empresa ou projeto em questão.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Procura

LER ARTIGOS

Como Criar um Plano de Negócios

Um plano de negócios bem estruturado é fundamental para o sucesso de qualquer empresa. Ele serve como um mapa abrangente, orientando os empreendedores e proprietários de empresas em todas as etapas do processo.

Segredos do Search Engine Marketing

Neste artigo vamos explorar os fundamentos do Search Engine Marketing (SEM), as suas vertentes, tendências emergentes e a importância dos motores de busca no processo de tomada de decisão do consumidor.

A Evolução e Importância do SEO

A presença online sólida é fundamental para o sucesso de qualquer negócio, com bilhões de pesquisas realizadas diariamente nos motores de busca como o Google, otimizar a visibilidade e os rankings dos nossos websites tornou-se uma prioridade estratégica e de sobrevivência.

Como Criar um Website Profissional para a Sua Empresa

O mundo ligado à Internet exige que as empresas tenham uma presença online forte. Um website profissional é a pedra angular para estabelecer a sua identidade de marca, comunicar com os clientes e vender produtos e / ou serviços online.

Cibersegurança: 10 Medidas Recomendadas para PMEs

Como podem as pequenas e médias empresas garantir que os funcionários estão devidamente formados nos fundamentos da cibersegurança?

Ransomware: A Ameaça Ciberlucrativa

O que é o Ransomware? É um tipo malware insidioso que encripta os dados das vítimas, tornando-os inacessíveis até que um resgate seja pago.

Gestão e Resolução de Conflitos nas Pequenas e Médias Empresas

Os conflitos são inevitáveis em qualquer ambiente de trabalho, especialmente nas pequenas e médias empresas (PMEs), onde as interações pessoais são mais próximas e intensas.

Conduzir Reuniões de Sucesso

Neste artigo vamos tentar resumir as melhores práticas para conduzir reuniões produtivas e envolventes, desde o planeamento até ao follow-up.

Conteúdo

logótipo

Usamos cookies para que o site funcione corretamente, personalizar conteúdo e anúncios e para analisar o nosso tráfego.
Consulte a nossa política de privacidade.