Depressão: um dos efeitos secundários da Covid-19

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Depressão: um dos efeitos secundários da Covid-19

Nem precisa de estar infetado com Covid-19 para apresentar um dos efeitos secundários da pandemia: a depressão!

A facilidade de contágio do novo coronavírus, que levou ao isolamento social e quiçá a um abalo nas finanças pessoais, pode estar a afetar o seu equilíbrio emocional e a abrir espaço para uma depressão. Mas não está sozinho! Psicólogos afirmam que mesmo após o fim do estado de emergência, muitas pessoas vão sentir-se tristes e desanimadas e, pior, com pânico de sair de casa. E tudo porque o contágio do novo coronavírus alterou de tal modo os hábitos dos portugueses que aumentou casos de ansiedade, depressão, ataques de pânico, agorafobia, fobia social, stress pós-traumático (especialmente nos profissionais de saúde) e até transtorno obsessivo compulsivo e tendências suicidas.

Um inquérito da empresa Fixando que inclui um conjunto de 600 psicólogos e 1.200 famílias, indica mesmo que a maioria dos portugueses (55%) admite estar mais stressada e ansiosa nesta fase de pandemia do que antes da chegada da Covid-19. Porquê? Porque as pessoas estão com medo de ficarem infetadas com o vírus, sim, mas também, e principalmente, porque estão fechados em casa e perderam parte dos seus rendimentos.

Também uma investigação do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto indica que 25% dos inquiridos (numa amostra de 3.432 pessoas entre os 16 e 89 anos) admite estar a sentir tristeza, desespero e depressão. Sentimentos negativos que foram mais anunciados por mulheres e em faixas etárias mais jovens.

Depressão | O que é?

Depressão é uma doença psiquiátrica crónica e recorrente que se traduz por uma alteração do humor que leva a uma tristeza profunda. Estima-se que atinja 350 milhões de pessoas no mundo.

A depressão distingue-se da tristeza profunda que qualquer pessoa pode sentir na sequência de um episódio difícil, como a morte de um ente-querido, por ser insuperável. Ou seja, é uma tristeza patológica e não transitória que pode, inclusive, não ter causa aparente. Nesta situação, o paciente permanece deprimido todo o dia, todos os dias, acabando por perder o interesse pelas atividades que antes o satisfaziam, afetando a esfera pessoal, familiar e profissional. Por isso, a depressão é definida como uma doença incapacitante, não obstante poder variar no seu tipo, intensidade e duração.

Além de acontecimentos desagradáveis ou traumáticos (como o isolamento social ou a consequente perda de emprego, por exemplo), a depressão também pode ser motivada por uma predisposição familiar ou por um quadro de ansiedade.

Depressão | Sintomas

A depressão apresenta vários sintomas a psicológico e físico. Entre eles:

  • Sensação de tristeza persistente.
  • Fadiga constante.
  • Irritabilidade, ansiedade e angústia.
  • Falta de interesse por atividades que antes eram prazerosas.
  • Sensação de culpa.
  • Falta de esperança.
  • Desanimo e indecisão.
  • Sentimento de medo e insegurança.
  • Insónia ou hipersónia (dormir em demasia).
  • Variações abruptas de peso, com perda ou aumento do apetite.
  • Dores e outros sintomas físicos não justificados por problemas médicos: dores de barriga, má digestão, azia, diarreia, obstipação, flatulência, tensão muscular, dor de cabeça, etc.
  • Alteração da memória, concentração e raciocínio.
  • Diminuição da autoestima e da autoconfiança.
  • Pensamentos suicidas.

Leia também o nosso artigo: Problemas de saúde mental – Porque eles existem.

Depressão e Covid-19 | Como evitar?

Se está quase a assinalar com um visto alguns dos sintomas acima enumerados, é hora de tomar medidas para evitar que este momento difícil se torne ainda mais complicado, abalando a sua saúde mental. Em primeiro lugar, lembre-se que o isolamento social vai terminar, aos poucos, mas vai! Por isso, continue a cumprir com o distanciamento para evitar o contágio da Covid-19, mas faça-o com ânimo! Tente manter, dentro do possível, a sua rotina, mas acrescente alguns hábitos novos e prazerosos. Inclusive, pode e deve seguir as indicações da própria OMS (Organização Mundial da Saúde) que divulgou um guia com cuidados para a saúde mental durante pandemia, em que propõe uma série de comportamentos a pessoas em isolamento. Manter a rede familiar, de amigos e conhecidos é um deles! Como? Através de meios de comunicação à distância, como telefone, mensagens em redes sociais e videochamadas através da Internet. Mas a OMS também alerta para um afastamento das chamadas “fake news”, que não passam de boatos que podem causar mais desconforto e angústia. E, claro, aconselha as pessoas a aproveitarem o facto de estarem em casa para descansarem e relaxarem, mas ao mesmo tempo, fazerem exercício físico, manterem um sono regular e uma dieta equilibrada. Por isso, não caia na tentação de comer demasiados doces que podem afetar a sua figura e a sua saúde e acentuar a depressão que já está em estado eminente!

Depressão e Covid-19 | Como contrariar?

Não está a conseguir contrariar essa tendência para a depressão? Que tal tentar olhar para o período de isolamento social com outros olhos? Em lugar de o ver como uma medida de restrição que o está a impedir de conviver, de se divertir e até de trabalhar e ganhar dinheiro, veja-o apenas como uma medida para agir de forma responsável e consciente em prol da sua saúde, da saúde dos seus e de milhares de tantos outros portugueses que – já agora – também estão confinados em casa. Desta forma é capaz de encarar melhor o estado de emergência e não deixar que os sintomas da depressão progridam. Lembre-se, inclusive, de outros momentos difíceis por que já passou e compare-os com este, em que a única coisa que tem de fazer é ficar por casa, e veja como esta situação atual perde o dramatismo.

E agora que relaxou, procure intercalar o trabalho (caso esteja em teletrabalho) com momentos de lazer e aproveite o tempo livre em casa para expressar as suas emoções, implementando novos interesses na sua nova rotina: escrever, desenhar, pintar, costurar, cantar, meditar… E não importa se nunca fez nada disto! A ideia é precisamente essa, experimentar e ver o que resulta consigo para contrariar esse estado depressivo.

Depressão e Covid-19 | Como tratar?

Está a evidenciar muitos sintomas comuns à depressão? Pois tem de procurar por tratamento. Mesmo havendo consciência de que o seu quadro depressivo foi motivado pela pandemia e que muitas pessoas estão a passar pelo mesmo neste preciso momento, não pode aquietar-se! Se não procurar por ajuda médica, o quadro pode-se agravar com as incertezas provocadas pelo novo coronavírus, os riscos de contaminação da Covid-19 e a obrigação de isolamento social. É por isso que deve consultar um médico psiquiatra que muito possivelmente lhe receitará medicação, já que existem muitos antidepressivos disponíveis para auxiliá-lo na cura, levando os sintomas a desaparecer progressivamente.

Mais informações sobre como preservar a saúde mental durante o isolamento social, aqui!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Procura

ARTIGOS POPULARES

10 Etapas para criar um e-commerce e vender na maior loja do mundo!

Ter um computador com acesso à internet é fundamental, mas não basta para começar a vender na maior loja do mundo. Conheça as 10 etapas para criar um e-commerce, aqui!

Como abrir uma loja virtual em Portugal

Da legislação ao software de faturação, passando por uma série de especificações técnicas! Tudo o que precisa de saber para abrir uma loja virtual em Portugal!

12 Passos Para Abrir Uma Loja Online

Hoje em dia, esteja onde estiver e seja a que horas for, desde que tenha acesso à Internet, pode entrar numa loja online, colocar um produto no carrinho de compras, pagar e aguardar a entrega na comodidade do lar. Assim, motivos não lhe faltam para desejar abrir uma loja virtual.

Como Vender No Ebay Passo A Passo

Saiba como vender no ebay passo a passo Vender no eBay, na empresa de comércio eletrónico mais conhecida no mundo, é semelhante a vender

25 Ideias Para Criar Uma Pequena Empresa

Investimento reduzido + espírito empreendedor = negócio rentável Se tem interesse em abrir um negócio lucrativo mas pouco dinheiro para investir, não esmoreça.

Como Abrir Uma Loja Na Internet

Saiba como abrir uma loja na Internet. Vantagens e benefícios de uma loja na Internet. Além de ser uma solução fácil de implementar e gerir, uma loja online apresenta inúmeras vantagens

Como dominar um teste psicotécnico antes que ele o domine a si

Os testes psicotécnicos são uma ferramenta de seleção utilizada em todo o mundo em processos de recrutamento de candidatos para um trabalho, geralmente antes de ser realizada uma entrevista.

A Importância Da Comunicação

Tanto em família como em negócio, não dar importância à comunicação significa perder oportunidades de construção de um bom relacionamento.

Como Abrir Uma Empresa Online?

Para que seja mais fácil abrir uma empresa online e gerar um desenvolvimento económico, o Portal da Empresa desenvolveu ferramentas que permitem criar, de forma simples e segura, empresas online.

Como Criar Uma Empresa Da Forma Tradicional Passo A Passo

O método Tradicional de criação de uma empresa é o mais demoroso, pressupõe várias deslocações e uma atenção acrescida. Contudo, tem a vantagem do contacto pessoal e da facilidade de esclarecimento de dúvidas.

Conteúdo

Depressão: um dos efeitos secundários da Covid-19

Usamos cookies para que o site funcione corretamente, personalizar conteúdo e anúncios e para analisar o nosso tráfego.
Consulte a nossa política de privacidade.