Como Encontrar Emprego No LinkedIn

linkedin

Para a maioria das pessoas desempregadas a procura de um novo emprego é um processo moroso constituído por uma série de procedimentos diários como a pesquisa de vagas de trabalho, envio de currículos, resposta a emails, contacto com empresas, idas a entrevistas… mas será que dentro destes procedimentos está incluída a criação de um perfil no LinkedIn?

linkedin

Hoje em dia é quase obrigatório ter um perfil no LinkedIn, esteja a trabalhar ou à procura de emprego. Com cerca de 350 milhões de utilizadores em todo o mundo, o Linkedin é considerado uma poderosa ferramenta na procura de emprego e, num período em que a taxa de desemprego é elevada, é importante que estejamos atentos a todas as possibilidades para retornar ao mercado de trabalho. O LinkedIn é uma delas! Usado para contactos profissionais, é um instrumento muito apreciado pelas empresas que procuram profissionais para ingressarem nos seus quadros e pelos profissionais que pretendem encontrar novos desafios.

Só em Portugal, o número de utilizadores do LinkedIn situa-se nos 1,4 milhões, segundo os dados mais recentes disponibilizados pela própria rede, o que prova que os meios online estão a revelar-se fortes aliados na procura de emprego. Assim, e apesar de em Portugal a forma tradicional de oferecer emprego ainda ser muito forte, cada vez se percebe que mais profissionais de recursos humanos começam a interiorizar estas novas formas de recrutamento e a tirar o melhor proveito delas. Segundo dados recentes, há 15 mil empresas em Portugal a utilizarem o LinkedIn como meio de recrutamento, de onde se destacam as empresas tecnológicas.

Inclusive, quanto mais alta é a função para a qual procuram candidatos, maior é a propensão para recrutarem via LinkedIn. Isto não implica que o anúncio da vaga de emprego não seja publicado noutros suportes nem que a resposta aos anúncios de emprego não seja feita por outra via, mas como reforço, o LinkdIn já provou a sua eficácia!

No entanto, não basta abrir uma conta na rede, é necessário saber aproveitar o que de melhor a ferramenta pode oferecer para conseguir tirar proveito dela. Ao mesmo tempo que lhe pode abrir as perspetivas, o LinkedIn também pode condená-las se não tiver um perfil adequado na rede, ou seja, compatível com a imagem que quer transmitir para o mercado de trabalho. Mas se otimizar o seu perfil no LinkedIn dando destaque a palavras-chave mais técnicas relacionadas com a sua experiência profissional, utilizando uma boa foto, apresentando uma série de recomendações, participando em grupos de especialidade, etc, pode ser baforado pela sorte um destes dias.

Formas de atrair recrutadores ao seu perfil do LinkedIn

1. Desenvolva uma estratégia de palavras-chave

No seu currículo online deve deixar claro quais são as suas habilitações e experiências profissionais. Se otimizar as palavras-chave, terá maiores probabilidades de aparecer nos primeiros lugares das pesquisas dos recrutadores que procuram uma habilidade específica. E se SEO (Search Engine Optimization) não é sua especialidade, não há problema, apenas terá de aprender a escolher as palavras que o definem como profissional. Assim, faça uma pequena lista dos termos associados às suas habilitações, experiência e conhecimentos. Se não sabe por onde começar ponha-se no lugar do recrutador e imagine que palavras usaria para se descobrir a si próprio no meio do LinkedIn. Depois de concluída essa lista de palavras, refaça-a a partir da perspetiva de um recrutador que procura um candidato. 

Por exemplo, pode ter o termo “produção de conteúdos” no seu perfil e o recrutador procurar por “redator de conteúdos” ou pode ter “marketing digital” no seu perfil e ser provável que um recrutador procure o termo “web marketing” ou “marketeer”. Sinónimos também são importantes, porque nunca sabe se os recrutadores vão escolher “digital”, “online” ou “web”, correto? O melhor é estar em todas as categorias onde sabe que se insere. Por fim, deve incorporar organicamente essas palavras-chave, para atrair tanto o motor de busca como os leitores do seu perfil.

2. Coloque uma (boa) fotografia

Selecione a fotografia correta para o seu perfil. Para quem está a recrutar é importante associar a cara a um nome. De preferência, essa foto deverá ser de rosto e com um ar profissional como se estivesse no local de trabalho. Se não colocar uma foto pode passar a ideia de que está a esconder algo e, além disso, estudos recentes revelam que a probabilidade de os recrutadores verem o seu perfil é sete vezes maior, se tiver uma foto. Não arrisque.

3. Use uma URL personalizada

Deve solicitar a sua URL personalizada no perfil de LinkedIn, ou seja, o caminho que vai dar diretamente à sua página. Use o seu nome nessa URL: o nome e apelido juntos, como uma só palavra. Por exemplo “sarasoares” ou “filipegomes”. Pode ainda acrescentar um termo-chave relevante ao seu URL, por exemplo “dianacastanheiradesigner” ou “anasilvaformadora”. Se o fizer aumenta a probabilidade de aparecer no topo das pesquisas quando alguém pesquisa por si no Google e isso facilita o processo de recrutamento e visibilidade das suas informações a outros responsáveis de contratação.

4. Tenha o seu perfil visível para todos

Convém ter o seu perfil de LinkedIn público, ou seja, visível para todos. Certifique-se disso na opção “configurações”, posicionando o cursor sobre o nome, à direita no topo da página inicial.

5. Informe seus contatos de que está à procura de trabalho

Apoie-se na sua rede de contactos, comunicando que está à procura de um novo desafio. Faça-o por meio de atualizações de status periódicas, enviando recados para antigos colegas de trabalho e chefes em quem confia, com mensagens personalizadas, avisando-os sobre quais os tipos de cargos que lhe interessam.

6. Peça recomendações

Não seja tímido. Peça recomendações aos seus contactos: ex-colegas de trabalho, ex-colegas de universidade, ex-patrões, ex-professores… As recomendações valorizam o seu perfil porque são boas referências e dão uma perspetiva positiva e de confiança junto dos recrutadores que conseguem perceber como impressionou as pessoas no seu passado profissional.

7. Tenha o seu currículo atualizado

Mantenha o seu currículo atualizado mas não coloque apenas as experiências de trabalho mais recentes ou mais chamativas. Nunca se sabe que características profissionais são valorizadas por uma empresa que está a fazer recrutamento, por isso é melhor pecar por excesso do que por omissão.

8. Explore as ferramentas do LinkedIn

O LinkedIn tem várias ferramentas que o poderão ajudar a tornar mais eficaz a sua procura por um novo emprego, nomeadamente:

  • Área de “empregos” – para procurar vagas na função que lhe interessa.
  • Pesquisa de empregos avançada – para restringir e afinar os resultados.
  • Alertas – para receber alertas através do seu email de novos anúncios de vagas que correspondam aos seus interesses.

9. Faça conexões estratégicas

Como é óbvio, quanto mais conexões tiver no LinkedIn, melhor. Mais provável é aparecer nos resultados de pesquisa dos recrutadores. Para começar deve identificar estrategicamente as pessoas com as quais gostaria de estar ligado e abordá-las com um pedido de conexão personalizado. Depois, deve aceitar, sempre que possível, pedidos de conexão, mesmo que de pessoas que acredita que não o vão ajudar na procura de emprego. Mais uma vez… nunca se sabe. E por fim, ligando-se também a perfis de empresas e grupos.

10. Partilhe informações com as suas conexões

O LinkedIn é uma rede social, sim, mas muito diferente do Facebook. Aqui a ideia não é publicar fotografias na praia de fato de banho nem comentar o quanto apreciou uma jantarada com amigos a noite passada. O objetivo desta rede é estabelecer relacionamentos profissionais. Por isso cuidado com as atualizações que faz no seu perfil. Elas devem ser relevantes e relacionadas com a sua profissão ou com o setor onde trabalha.

11. Indique empregos

Não seja egoísta! Se encontrar uma vaga que possa interessar a um colega, familiar ou amigo, indique-a sem demoras. Em primeiro lugar, é importante manter a rede de contatos a funcionar e em segundo lugar, a pessoa a quem indicou um emprego terá a amabilidade de fazer o mesmo quando encontrar uma vaga adequada ao seu perfil.

12. Adira a grupos

Na página “diretório de grupos” tem disponíveis grupos de discussão divididos por temas. Pode aproveitar para participar em alguns e expandir a sua rede, certo? E ao mesmo tempo mantem-se atualizado sobre a sua área profissional

13. Siga as empresas e os especialistas do setor

No LinkedIn tem a possibilidade de seguir as empresas que são uma referência para si e para os especialistas da sua profissão na secção “empresas”. Desta forma consegue manter-se sempre atualizado sobre as novidades, vagas de trabalho, promoções e ideias dos mentores da sua área de atividade, entre outras matérias. Além disso, se tem a ambição de trabalhar numa empresa específica, é importante começar a segui-la o mais cedo possível e ficar atento às oportunidades oferecidas.

14. Esteja aberto a oportunidades

Para estar aberto a oportunidades deve, dentro do menu “configurações”, escolher a opção “preferências de email” e selecionar os tipos de mensagem que gostaria de receber, certificando-se que indicou que está interessado em “oportunidades de carreira” em “consultas de emprego” e que gostaria de receber apresentações, InMail e mensagens da rede OpenLink de outros membros do LinkedIn, de forma que eles possam entrar em contato consigo sobre potenciais oportunidades. O seu email e número de telefone estão disponíveis somente para seus contatos.

15. Descubra eventos onde pode ir

Depois de estar ligado a algumas pessoas, grupos e empresas é possível que surjam convites para eventos onde também possa ir e onde poderá encontrar pessoas capazes de, no futuro, o ajudar profissionalmente.

16. Mantenha-se ativo

Verifique se está conectado a pelo menos 50 pessoas conhecidas e de confiança e não tenha um perfil no LinkedIn apenas por ter. Não basta visitá-lo uma vez por semana para responder a mensagens ou pedidos de conexão. Mexa-se! Aproveite o que a rede tem para lhe dar: relacione-se com recrutadores e responsáveis pelas contratações na sua área de atuação, para que seja facilmente lembrado quando surgir uma oportunidade.

Uma participação positiva e construtiva no LinkedIn é de suma importância para quem pretende encontrar um emprego. Desenvolva-a já!

Sobre Sofia Santos
Sofia Santos
Licenciada, pós-graduada e mestre em Comunicação, exerce atualmente a atividade de Técnica de Marketing na PC.Clinic. Adora as estratégias online para difusão de marcas, produtos e serviços de empresas mas gosta mais ainda de as usar para ir ao encontro dos desejos e necessidades dos consumidores mais exigentes. Pelo meio não consegue largar a produção de conteúdos de qualquer género e em qualquer tipo de suporte. Para ela escrever é dançar com as letras. É brilhar, rodopiar, suar, cansar, aprender, rir e sonhar. Ir e voltar sem sair do lugar.
Deixe um Comentário