Como Melhorar O Processo De Decisão Na Empresa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

A Decisão Num Processo Incerto E Complexo

O resultado dum jogo de futebol não é determinado pela decisão do pontapé de saída, no início do jogo. Pode ser a melhor decisão de todas as opções possíveis. Mas, é apenas uma decisão numa equação complexa, que inclui milhares de decisões de 22 jogadores, com e sem bola, no decurso de 90 minutos. O jogo é um processo dinâmico.

pontape saida

É possível prever estatísticamente um resultado em termos de probabilidades de vítoria, empate ou derrota das duas equipas. As empresas de jogos de sorte e e azar fazem isso. E os treinadores podem antecipar padrões de comportamentes de cada jogador individual e do coletivo de cada equipa e planear uma estratégia para o jogo. Mas, não podem eliminar a incerteza. O Mike Tyson explicou o que acabo de referir através duma frase que podemos imediatamente visualizar e entender: “Temos todos um plano até levarmos um murro na cara”.

soco_cara

A atividade humana é fascinante por causa da incerteza, que abordamos como se fosse um aspeto negativo da gestão duma empresa. Mas, não é. Se o mundo correspondesse ao modelo mecanicista de Newton, determinado por uma sucessão certa e previsível de causas e efeitos mecânicas, não seríamos sujeitos do nosso destino e o conceito de empreendedor não teria qualquer sentido útil.

mecanicismo

O pontapé inicial num jogo de futebol seria determinante, assemelhando-se ao primeiro dominó, num daqueles espetáculos que todos já vimos na TV, onde milhares de dominós, criam o efeito dominó, uma série de acções de causa e efeito, previamente planeadas, onde cada dominó é causa e efeito duma cascata de movimentos sequenciais e certos, que causam o derrube de milhares de peças de dominó. Não somos um desses dominós.

efeito domino

Dar O Pontapé De Saída No Processo De Decisão E De Execução

No caso do empreendedorismo, o sujeito da decisão não está condicionado pelo regulamento dum campeonato profissional de futebol. Um treinador de futebol, pode perder uma noite de sono a pensar na melhor estratégia e no melhor onze, mas, no dia do jogo, tem que decidir. E os 2 jogadores da equipa, que começa com bola, não podem ficar a pensar no que fazer com a bola a seguir ao apito inicial. Não há um comando remoto para clicar no pausar. É preciso decidir e executar.

treinador futebol

Ora, quando não existe um fator externo, que obrigue o empreendedor a decidir num prazo determinado, o processo de decisão pode assemelhar-se ao percurso dum barco à deriva no alto mar, sem rumo. Parece que o empreendedor sofre de paralisia do sono. Acorda num estado de paralisia muscular, como se estivesse ainda a dormir, e não consegue mover-se.

barco deriva
A estratégia inicial é importante. Mas, temos que estabelecer um calendário para a fase de planeamento inicial e, chegado o dia, dar um pontapé na bola e começar a jogar. O processo de decisão não se esgota na decisão inicial. Por vezes, nem é a mais importante. Num jogo de futebol, na maioria dos casos, é um passe para o lado. Simples. E quase irrelevante. Se não fosse o facto de ter iniciado o jogo.

inicio

Um início faz parte dos hábitos da natureza. Evoluímos juntamente com os ciclos do ambiente onde vivemos, que são padrões de eventos que se repetem, com ações que aprendemos a interpretar como inícios e fins de ciclo. Nascemos e morremos. Começamos e terminamos uma viagem. O sol aparece no horizonte e é dia. Desaparece e é noite. É Outuno, depois Inverno, Primavera e Verão. E integramos esse padrão de repetição no nosso próprio processo mental de decisão, onde um início representa a primeira ação dum conjunto possíveis de ações a que associamos um resultado determinado, mas que é apenas ideia, sonho, plano, vontade, até esse simbólico início a que, por força do hábito, damos continuidade até à ação final.

nascer sol

Ora, se não estivermos na eminência de não termos dinheiro para comer, quantas histórias de sucesso não começaram dessa forma, temos que encontrar soluções, no processo de decisão de cada um, mental, emocional e interno, para decidirmos e, preferencialmente, para decidirmos com sucesso. De que forma podemos dar início a uma decisão, à respetiva execução e persistirmos nesse processo até alcançarmos o resultado antecipado?

processo mental

Os estudos das neurociências apontam no sentido de que o sucesso é uma consequência da persistência do sujeito das decisões, da sua capacidade de antecipar o estado emocional futuro e consequente de cada decisão, de modo a excluir todas as decisões possíveis mas associadas a futuros estados emocionais negativos e a focar a sua atenção em todas as decisões possíveis associadas a futuros estados emocionais positivos.

emocao

A nossa expetativa relativamente à emoção, positiva ou negativa, associada a uma ação possível condiciona a nossa vontade, o nosso querer, a nossa decisão de persistir numa ação concreta, muitas vezes, complexa e composta de múltiplas micro decisões e ações distribuídas no tempo. Quanto maior for a nossa capacidade de antecipar a emoção consequente e de a identificarmos com experiências importantes e agradáveis da nossa própria história pessoal, maior será o nosso compromisso com essa ação concreta, esse empreendimento.

experiencias positivas

Os Cinco Passos Para Melhorar O Processo De Decisão Na Empresa

Quando falamos de empreendedorismo ou do empreendedor, estamos sempre a visualizar um único sujeito, mas é sujeito dessa ação inicial que criou uma empresa, uma organização de pessoas, onde qualquer processo de decisão e execução pode ser afetado por fatores externos e internos a cada pessoa, que precisamos de conhecer, medir, avaliar e melhorar.

empresa

Marcia W. Blenko, Michael C. Mankins and Paul Rogers estudaram mais de 1000 empresas durante um período de 10 anos e chegaram à conclussão, com um coeficiente de confiança de 95%, de que existe uma correlação entre a capacidade efetiva de decidir e o desempenho dum negócio.

estatistica

Neste artigo, Os Cinco Passos Para Melhores Decisões, eles sintetizaram em 5 passos todo o conhecimento e a experiência que adquiriram através desse estudo científico e também durante os 25 anos que trabalharem como consultores de multinacionais, empreendedores, universidades e organizações sem fins lucrativos.

cinco

Vou interpretar e apresentar um sumários desses 5 passos, adicionando um ponto, como qualquer contador de histórias. Afinal, este artigo é meu e não daqueles autores…

Passo 1 – Perguntar, Medir e Classificar

Trata-se de medir a capacidade de decisão e os fatores que ajudam ou prejudicam essa capacidade.

medir

A metodologia proposta é uma sondagem, com perguntas mais gerais, e depois entrevistas pessoais, com perguntas mais específicas, a uma amostra de trabalhadores, para identificar no processo de decisão os pontos fortes e os pontos fracos associados a estes 4 fatores: qualidade, velocidade, execução e o esforço dedicado a decidir e executar.

entrevista

A gestão de qualidade não é uma novidade. Nem a certificação de Sistema de Gestão da Qualidade.

qualidade

Na era da ciência, onde, se você não pode medir, não é ciência ou nem sequer existe, a gestão não pode ser intuitiva. É ciência.

ciencia

E, na sociedade da informação, onde você está sempre online, ligado à rede, tudo o que você faz pode ser medido. Logo, você pode integrar esta metodologia no dia a dia da empresa, de modo a ter um feedback diário.

feedback

O desafio aqui não é classificar. Mas, perceber a anatomia do processo de decisão e da sua execução e a respetiva correlação com o desempenho da empresa.

anatomia

Passo 2 – Focar A Atenção Nas Decisões Chave

A atenção permite-nos selecionar o input relevante, no conjunto elevado de estímulos que competem por essa atenção, de modo que a nossa ação seja direcionada e coerente.

atenção

Ora, numa empresa, é mais eficiente focar a atenção nas decisões críticas, que mais influenciam o sucesso ou insucesso da atrividade da empresa. E a dificuldade aqui é identificar quais são essas decisões críticas.

criticas

A metodologia proposta, que eles designam de arquitectura da decisão, é criar uma lista exaustiva de todas as decisões de cada processo relevante da empresa e filtrar as decisões de maior valor, quer por decisão, quer por valor cumulativo no caso de decisões que se repetem durante um período determinado, e as decisões que exigem maior atenção e tempo da administração da empresa.

listas

A lista final deverá conter 20 a 30 decisões críticas para o sucesso da empresa. Depois, voltamos ao passo 1. Medir os pontos fortes e fracos nestas 20 a 30 decisões.

prioridades

Passo 3 – Desmontar E Montar As Decisões

Depois de medir e identificar os problemas é preciso encontrar as soluções. Os autores focam em quatro elementos:

Que decisão. Implica conhecer tudo sobre a decisão, incluindo todas as alternativas possíveis, de modo a avaliar a decisão.

que decisão

Quem. É essencial que todos os trabalhadores envolvidos num processo de decisão e respetiva execução saibam com clareza quais as funções de cada trabalhador ou grupo de trabalhadores nesse processo. E especialmente quais são as decisões que competem a cada um e a consequente responsabilidade, mas também os incentivos.

quem

Como. É a desconstrução do mecanismo da decisão para identificar todos os aspetos relevantes e para comunicar a anatomia do processo de qualquer decisão crítica.

desconstrução

Quando. O stress é essencial para que o mundo ande à volta. Por isso, é preciso criar um calendário e prazos para cada decisão crítica, de modo que esse tempo limite funcione como fator externo de estímulo ao esforço necessário para decidir e executar.

prazo

Passo 4 – Cuidar Da Organização

Avaliar a correlação da estrutura dos processos da organização, dos trabalhadores e da cultura da empresa com o processo de decisão e respetiva execução.

correlação

Identificadas as decisões críticas e as funções de cada trabalhador, no processo de decisão e respectiva execução, parece-me fácil aplicar a ideia de factor chave aos próprios trabalhadores. Quais são esses trabalhadores e perceber se o perfil desses trabalhadores é o perfil certo para decidir e executar com qualidade, velocidade e o esforço necessário.

chave

A receita passo a passo olha agora para a própria organização, a administração, os trabalhadores, as relações, os processos organizativos e a própria cultura da organização.

organização

Passo 5 – Criar O Hábito De Decidir E Executar Bem

Como criar um hábito de decidir e executar com qualidade e velocidade? Portanto, como aumentar permanentemente o esforço necessário para decidir e executar.

habitos

A solução é a de estabelecer e comunicar objetivos ambiciosos e incluir nesse processo os trabalhadores mais influente. Há uma referência à celebração de objetivos prévios ao objetivo final, o que significa que cada objetivo ambicioso deve ser dividido em objetivos sequenciais, de modo que seja possível reforçar o esforço, passo a passo, sempre que seja alcançado cada objetivo intermédio.

esforço

É fundamental introduzir as neurociências na gestão das empresas. Voltamos à questão de decidir sobre estas questões com dados científicos e com toda a interdisciplinaridade que for necessária. Ora, se é sobre decisão, precisamos de conhecer o processo cognitivo e de decisão e esse é do domínio das neurociências.

neurociências

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Procura

ARTIGOS POPULARES

10 Etapas para criar um e-commerce e vender na maior loja do mundo!

Ter um computador com acesso à internet é fundamental, mas não basta para começar a vender na maior loja do mundo. Conheça as 10 etapas para criar um e-commerce, aqui!

Como abrir uma loja virtual em Portugal

Da legislação ao software de faturação, passando por uma série de especificações técnicas! Tudo o que precisa de saber para abrir uma loja virtual em Portugal!

12 Passos Para Abrir Uma Loja Online

Hoje em dia, esteja onde estiver e seja a que horas for, desde que tenha acesso à Internet, pode entrar numa loja online, colocar um produto no carrinho de compras, pagar e aguardar a entrega na comodidade do lar. Assim, motivos não lhe faltam para desejar abrir uma loja virtual.

Como Vender No Ebay Passo A Passo

Saiba como vender no ebay passo a passo Vender no eBay, na empresa de comércio eletrónico mais conhecida no mundo, é semelhante a vender

25 Ideias Para Criar Uma Pequena Empresa

Investimento reduzido + espírito empreendedor = negócio rentável Se tem interesse em abrir um negócio lucrativo mas pouco dinheiro para investir, não esmoreça.

Como Abrir Uma Loja Na Internet

Saiba como abrir uma loja na Internet. Vantagens e benefícios de uma loja na Internet. Além de ser uma solução fácil de implementar e gerir, uma loja online apresenta inúmeras vantagens

Como dominar um teste psicotécnico antes que ele o domine a si

Os testes psicotécnicos são uma ferramenta de seleção utilizada em todo o mundo em processos de recrutamento de candidatos para um trabalho, geralmente antes de ser realizada uma entrevista.

A Importância Da Comunicação

Tanto em família como em negócio, não dar importância à comunicação significa perder oportunidades de construção de um bom relacionamento.

Como Abrir Uma Empresa Online?

Para que seja mais fácil abrir uma empresa online e gerar um desenvolvimento económico, o Portal da Empresa desenvolveu ferramentas que permitem criar, de forma simples e segura, empresas online.

Como Criar Uma Empresa Da Forma Tradicional Passo A Passo

O método Tradicional de criação de uma empresa é o mais demoroso, pressupõe várias deslocações e uma atenção acrescida. Contudo, tem a vantagem do contacto pessoal e da facilidade de esclarecimento de dúvidas.

Conteúdo

Como Melhorar O Processo De Decisão Na Empresa

Usamos cookies para que o site funcione corretamente, personalizar conteúdo e anúncios e para analisar o nosso tráfego.
Consulte a nossa política de privacidade.