Publicar O Site Da Empresa – Checklist

Publicar O Site Da Empresa. Checklist de tudo o que deve conferir antes da publicação.

Uff! O trabalho mais complicado já lá vai. A imagem do seu site está perfeita, o conteúdo soberbo, as fotos geniais, os links e os formulários estão inseridos e o SEO otimizado… Mas ainda assim não o pode colocar online antes de se certificar – uma e outra vez – de que nada foi esquecido, de que nada vai por em causa a sua empresa, danificar o seu SEO ou custar-lhe muito dinheiro para reparar.

Yuppie! Chegou o grande dia de colocar o site da sua empresas online! Mas antes de o fazer confira se a sua equipa testou todos os pormenores. E depois de confirmar que o fez, volte a dar instruções para novos testes porque tudo tem de estar perfeitamente funcional antes de receber os clientes e potenciais clientes na web.

Muitas vezes na excitação de construir o site e colocá-lo online, esquece uma série de coisas. E precisamente porque se esqueceu delas, como as vai testar? Simples, seguindo passo a passo a lista de verificação que se segue.

O que deve verificar antes de lançar o site da sua empresa

site checklist

1. Conteúdo

Escrita

Apesar das emergentes tecnologias dos últimos anos, com recursos brilhantes como Flash, Silverlight, jQuery, HTML 5, Canvas, infográficos, vídeos e outros, a Internet ainda exige algum domínio da segunda forma mais antiga de comunicação: a escrita. Não se descuide com o conteúdo textual do site, até porque ele pretende, em primeira instância, passar uma mensagem. E online a mensagem precisa de ser clara e objetiva.

Gramática e Pontuação

Assim que tiver o site pronto, releia com calma e redobrada atenção todo o conteúdo. Verifique se não há nenhum erro gramatical ou de pontuação. Mesmo que tenha usado um corretor ortográfico, não se pode demitir de observar a concordância, regência e pontuação das frases. E nessa revisão, não esqueça os títulos e conteúdos das barras, banners, etc. E no final, peça ajuda a outra pessoa que tenha competências para fazer a revisão mas não esteja envolvida no processo. E verá a facilidade com que os outros encontram gaffes em textos onde já fez uma e duas vezes a revisão!

Formulários

Preencha e envie todos os formulários do seu site e depois de se certificar que enviou e recebeu perfeitamente os testes, verifique se o conteúdo estava correto, se o preenchimento não foi cansativo nem causou dúvidas e se os objetivos eram claros, independentemente de se tratar de um formulário de cadastro de compra, dúvidas, orçamentos, informações, etc.

Os formulários são um ótimo recurso para gerar leads, se estiverem bem feitos e a funcionar sem problemas, pelo que se deve certificar também se, caso deixe um campo obrigatório em branco, surge a mensagem de erro que tinha previsto e que obriga o seu recetor a preencher o espaço.

Velocidade de carregamento

Para confirmar o tempo que o seu site demora a carregar e que deve ser o menor possível, não se esqueça que na sua empresa a velocidade de banda larga é bastante boa porque está a funcionar no servidor da sua rede, mas em casa ou no local de trabalho do utilizador pode ser fraca.

Para conferir se o tempo de carregamento é adequado, use uma ferramenta de velocidade local livre para testar. O padrão da indústria é de três segundos. Pode ainda aproveitar as diversas ferramentas disponíveis, como por exemplo, o Pingdom Website Speed Test. E lembre-se que se as fotos que colocou no site da sua empresa têm grande definição e dimensão podem provocar alguma lentidão no carregamento e se o site demora muito tempo a abrir, já sabe, pode perder um visitante. Além disso, a lentidão também afeta o SEO, uma vez que o algoritmo do Google inclui a velocidade do site como um fator para determinar o ranking da página.

Ícones para redes sociais

Se deseja que os visitantes do seu site partilhem os seus conteúdos nas redes sociais, deve confirmar se existem os ícones de ligação às redes sociais, pelo menos na home page, e se estão a funcionar corretamente. E, vice-versa, deve verificar se os links que quer colocar nas redes sociais onde já tem presença marcada vão de facto parar à página de destino do site.

2. Grafismo

Fontes

Certifique-se de que as suas fontes estão corretas em todas as páginas do site, ou seja, veja se está a usar o mesmo tipo e tamanho de letra em todos destaques e o mesmo para os blocos de texto. Os títulos e subtítulos devem estar sempre iguais, também.

Se sabe que andou a fazer copy past de textos, tenha atenção ao facto de que com conteúdo copiado e colado de diferentes documentos Word, podem surgir anomalias.

Espaçamento e leitura

O espaçamento correto entre as linhas e a leitura fácil dos textos garantem o sucesso do site da sua empresa. Verifique se tudo está em ordem e perfeitamente legível.

Alinhamento

Alinhe à esquerda porque na web o melhor é ler textos não alinhados, já que nenhum browser tem sistemas de separação de sílabas segundo o idioma e isso facilita a localização do texto pelo utilizador.

Imagens

Certifique-se de que todas as imagens são capazes de exibir uma alternativa em texto quando o rato passa por cima. O Internet Explorer usa a tag ALT para este efeito, mas este não é o padrão do W3C adotado por outros navegadores. O correto é o uso da tag TITLE mas uma vez que o ALT é obrigatório para SEO, use ambos. Certifique-se de que todas as imagens estão a carregar corretamente e com as suas dimensões especificas. Não use imagens grandes demais nem pequenas demais. No final, confira se todas as imagens do site são arquivos de imagem JPG, PNG ou GIF. Certifique-se que as imagens são colocadas na página em 72 dpi e não na sua resolução original. Se as imagens só estão a ser usadas ​​em 500 pixels de largura da página, não as carregue em 2200 pixels de largura nem as diminua no editor de imagem porque isso pode ter impacto sobre a velocidade de carregamento. Se puder investigue a utilização de novos formatos de imagem, tais como WebP (apresentadas pelo Google) e JPEG XR (apoiado pela Microsoft) que podem ajudar a reduzir o tamanho da imagem, caso pretenda exibir várias fotos e demais imagens no site.

Compatibilidade

A compatibilidade, ou seja, a apresentação do mesmo visual do site em diferentes browsers é um grande desafio ao qual não pode fugir. Convém contratar um webdesigner para garantir que as páginas do site da sua empresa estão apresentáveis no maior número possível de browser ou navegadores.

3. Código

URL

Cada página possui uma URL (links das páginas) diferente e todas precisam de estar otimizadas.  O destino de cada link deve corresponder à imagem ou mensagem composta nele. Estude em primeiro lugar as palavras-chave da página e use-as na URL, no título, nas imagens e no texto. Assim os visitantes do seu site encontram o que procuram com mais facilidade e  – não menos importante – os motores de busca, como o Google, vão conseguir nomear o seu site. As URLs que mantém um padrão e são constantemente aperfeiçoadas, tornam-se mais fortes para os motores de busca.

Outro tópico importante relativo às URLs, prende-se com um dos erros mais comuns que é montar um site num local que não é o destino final onde o site irá ficar. Mesmo que o mude, as suas URLs ainda podem estar a apontar para localizações no servidor anterior. Assim, teste as URLs todas novamente usando o posicionamento correto. Esta tarefa pode ser exaustiva se o site for muito grande mas um link incorreto pode dar muito mais trabalho porque é capaz de retirar credibilidade ao seu negócio.

Existem ferramentas que podem automatizar o processo, como o W3C (World Wide Web Consortium), do qual falaremos a seguir, que oferece um serviço online gratuito para verificação de links.

Validação

Valide o código. O W3C oferece também uma ferramenta muito importante de validação de código, que além de ser simples de utilizar (basta colar o endereço da página em http://validator.w3.org/), testa rapidamente a validade do código. Com o relatório gerado, pode emendar os erros e tornar a página compatível com o padrão da web.

Minify

Esta é uma técnica que combina e comprime o código da página para acelerar o tempo de carga. É muito utilizada em largos blocos de Javascript ou CSS, mas também pode ser aplicada noutros locais. Tente utilizar ao máximo o poder desta técnica.

Página 404

Quem já não recebeu uma mensagem de erro devido a uma página que não foi encontrada? Aborrecido, não é? Evite que isso aconteça de todo no site da sua empresa, não obstante a mensagem de erro poder surgir mesmo se o seu site não tiver um único link inválido, pois o visitante pode estar a seguir uma URL errada externa ao site ou pode ter-se enganado a digitar um endereço. Seja por que motivo for, a última coisa que seu visitante quer ver é a mensagem genérica do servidor informando-o do erro: Página 404. Como nenhum sistema é perfeito, a solução é personalizar a página de “não encontrado” para que ela oriente o seu visitante.

Links

Verifique se os links vão para a página certa. Um erro comum é esquecer-se de adicionar o http:// a links para outros sites e outro erro é ignorar a ligação do logotipo da empresa à página inicial do site. Além disso, ponha-se no lugar dos visitantes e interrogue-se sobre a clareza dos links. É óbvio que são links ou podem ser ignorados? Os links devem-se destacar de outros textos na página e, sempre que possível, devem abrir numa nova janela para que a página inicial permaneça aberta enquanto o visitante consulta o link.

Favicon

Por favicons entendem-se aquelas pequenas imagens que aparecem na barra de endereço ou na aba do navegador ao lado do título. São mais uma forma de reforçar a presença da sua empresa na web e dar credibilidade ao site. Podem ser guardadas com o marcador de modo a que os utilizadores possam identificar facilmente as páginas do seu site. Certifique-se que está a mostrar o que pretende e crie um ícone para aparecer na janela de navegação porque isso facilita a pesquisa do visitante que tem muitas janelas abertas ao mesmo tempo.

4. SEO

Redirecionamentos 301

Caso não esteja a colocar online um site novo mas a relançar um site antigo cujo conteúdo foi movido para uma nova estrutura de navegação, tenha atenção aos endereços de URL. É essencial que informe os mecanismos de busca e os seus visitantes sobre o novo endereço daquele conteúdo. A forma ideal é utilizando redirecionamentos 301, que direcionam as URLs antigas para as novas URLs e evitam o conteúdo em duplicado.

Tags TITLE e Meta

Cada página do seu site deve ter um título e metatag (descrição do site) que corresponda ao seu conteúdo. O título da sua página é o elemento mais importante para SEO, e permite que os utilizadores saibam o que estão a ler.

Convenhamos que “untitled1″ não é nada informativo nem para seus visitantes nem para os mecanismos de busca. Logo, verifique os títulos e preencha as meta-tags Description e Keywords, que ainda são importantes para alguns motores de busca.

Veja também se o título muda em cada página e se se relaciona com o conteúdo em causa. Otimize os seus metadados (página tag title, meta descrição e meta palavras-chave) com pelo menos uma palavra-chave por página. Não esqueça que os títulos e metatags aumentam a visibilidade do seu negócio nos motores de busca e contribuem para o sucesso do seu projeto online.

Sitemap XML/Sitemap HTML

Crie um sitemap ou mapa do site de todas as páginas no formato XML (para mecanismos de busca, principalmente Google) e HTML (para oferecer mais uma alternativa de navegação aos seus visitantes).

Caso a sua plataforma não o faça automaticamente, adicione ainda um arquivo sitemap.xml ao seu diretório raiz para permitir que os principais motores de busca indexem o seu site com facilidade.

Ferramentas de métrica

Sem uma ferramenta de estatística não consegue perceber o alcance do seu site junto do público. Utilize o Google Analytics, uma ferramenta gratuita, ou outro pacote de medição para obter relatórios de tráfego no seu site: número de visitantes, local de acesso, browser utilizado, páginas mais vistas, tempo de permanência no site, etc.

Este tipo de ferramentas exigem normalmente a adição de um código em cada página do site, mas o processo é simples e deve te-lo em linha de conta desde o início do projeto.

Robots.txt

Convém que o seu site tenha um arquivo robots.txt na raiz do servidor, informando os mecanismos de busca sobre quais as áreas que devem visitar e quais as áreas que não devem visitar.

Envio para os mecanismos de busca

Já não é obrigatório mas ainda assim deve cadastrar o seu site nos mecanismos de busca mais importantes. Acelera o processo de descoberta do negócio na web e permite-lhe certificar-se que está conforme o pretendido, independentemente do motor de busca e do browser. Os browsers mais populares a serem verificados são o Chrome, Internet Explorer 8, 9, 10 e 11, Firefox, Safari e Opera.

PPC

Se pretende investir em campanhas PPC (pay per click) para divulgar o site da sua empresas neste primeiro momento, certifique-se de que as PPC só sejam disparadas após todas as correções no site terem sido efetuadas.

5. Administração

Monitoramento

Mesmo que verifique a pente fino o seu site, podem surgir problemas inesperados no lançamento ou mesmo depois dessa data. Certifique-se de que o sistema de monitoramento está ativo, consulte-o e no caso de alguma coisa correr mal, tome de imediato as medidas necessárias para corrigir o problema.

Além da monitorização é importante, depois do lançamento do site, que trabalhe a construção de referências (links) ao site.

Backup

Por razões diversas, pode acontecer que um problema grave afete o seu servidor. Para se precaver faça backups periodicamente. Certifique-se de que estão atualizados e de que o processo de recuperação foi testado anteriormente.

Sobrecarga de tráfego

A sobrecarga de acessos ao seu site só é positiva se a sua pataforma estiver preparada para isso. Use ferramentas capazes de testar a reação do seu site e do seu servidor em condições de grande afluência.

Proteção

Se o seu site possui páginas ou áreas que não devem ser de acesso público ou que exigem credenciais de acesso, confirme se essas áreas estão realmente seguras fazendo tentativas diversas para aceder a esses endereços sem a credencial correta. De igual modo deve testar se as credenciais oferecem o nível de acesso que deveriam garantir.

Certificados de segurança

Se no seu site tem uma loja online ou informações sensiveis, o uso de um Certificado de Segurança é fundamental para proteger a privacidade do seu visitante. Veja se está dentro da validade, se funciona corretamente e se exibe adequadamente o nome da sua empresa.

Copyright

Confirme se a data de copyright atualizou automaticamente. Pode ser necessário atualiza-la de forma manual.

Valide o seu site no W3C

Como percebeu, a W3C (World Wide Web Consortium) é a principal organização de padronização da web. Vale a pena seguir estas regras para que o seu site carregue mais rapidamente, funcione em qualquer navegador e tenha um bom desempenho junto dos motores de busca.

A par desta lista, podem existir áreas adicionais que vai querer testar ou continuar a testar ao longo do tempo, mas isso não o impede de colocar o seu site online. Boa sorte!

Print Friendly

About The Author

Sofia Santos

Licenciada, pós-graduada e mestre em Comunicação, exerce atualmente a atividade de Técnica de Marketing na PC.Clinic. Adora as estratégias online para difusão de marcas, produtos e serviços de empresas mas gosta mais ainda de as usar para ir ao encontro dos desejos e necessidades dos consumidores mais exigentes. Pelo meio não consegue largar a produção de conteúdos de qualquer género e em qualquer tipo de suporte. Para ela escrever é dançar com as letras. É brilhar, rodopiar, suar, cansar, aprender, rir e sonhar. Ir e voltar sem sair do lugar.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *