Profissionais Resilientes Precisam-se

A resiliência é um indicador comumente utilizado para identificar a capacidade de determinados ecossistemas se conseguirem regenerar após uma catástrofe e/ou perda de funções essenciais da sua constituição. Assim, diz-se que determinado ecossistema é mais resiliente que outro, se em igual período de tempo, for o primeiro a conseguir regenerar-se e regressar ao seu estado inicial, ou a um estado similar em características do seu estado inicial.

Atualmente é cada vez mais frequente a transposição deste conceito para as características necessárias a qualquer colaborador de qualquer empresa e por isso torna-se necessário compreender de que modo, se não somos resilientes, nos podemos tornar em profissionais aptos para amortecer os embates tão típicos do dia-a-dia numa empresa.

profissionais resilientes

O contexto empresarial é caracterizado por grandes ambientes de pressão que envolvem a exigência de metas/objetivos cada vez mais apertados e concisos, pelo que qualquer profissional precisa de saber lidar diariamente com adversidades.

Um profissional resiliente é aquele, que num contexto como o descrito não se foca nos problemas que se geram, mas sim nas suas soluções. Para além desta capacidade, é tipicamente alguém que possui um bom equilíbrio emocional, pois não se deixa afetar pelas fases mais negativas pelas quais tem de passar.

Dado que qualquer profissional terá que passar alguma vez na sua vida por situações difíceis e desafiadoras, o profissional resiliente é aquele que o faz da maneira mais produtiva e eficaz do que outros profissionais.

A capacidade de resiliência é uma característica que depende muito da personalidade de cada um, no entanto é possível desenvolvê-la através da adoção de determinados comportamentos, que garantirão a formação de um caráter mais flexível e equilibrado em situações de crise.

Posto isto, a questão que impera é: como se tornar um profissional resiliente?

  • Desenvolvendo o seu autoconhecimento: uma das principais características de profissionais resilientes é capacidade de estes identificarem facilmente quais as suas limitações e quais os seus pontos fortes. Ao fazê-lo, focam-se essencialmente nos seus pontos fortes e através deles permitem melhorar os seus pontos fracos. Ao estimular dentro de si o desejo de aprimorar e desenvolver características comportamentais, seja através de livros de autoajuda, ou através de participação em conferências com pessoas inspiradoras, estará a caminhar a largos passos para a obtenção do seu autoconhecimento, e consequentemente garantir que está um passo mais perto da resiliência.
  • Construindo um ponto de vista: profissionais que procuram ver de vários ângulos o problema são menos suscetíveis a falhas aquando da necessidade de resolução de problemas. Ao ver a situação pelos olhos e pelo enquadramento de outra pessoa, ou simplesmente de outra perspetiva, estará a criar espaço dentro de si, que poderá preencher com a visão mais adequada do problema e que resulta da combinação das várias visões que exercitou.
  • Construindo pontos de equilíbrio fora do trabalho: profissionais que vivem unicamente para e através do trabalho, e que cumulativamente não possuem nenhum momento para si e para a sua catarse, seja em casa, no ginásio ou com os amigos, tendem a reagir mal com imprevistos e desafios. Para ser um profissional resiliente deve garantir que arranja espaço para esses momentos de pausa e introspeção, onde relaxadamente, de forma inconsciente, estará a trabalhar em prol da sua resiliência.
  • Desenvolvendo e estimulando bons relacionamentos interpessoais: ao conseguir relacionar-se com os seus colegas, quando enfrentar dificuldades, terá a tendência de procurar ajuda junto deles, dividindo a carga pesada que iria carregar sobre os seus ombros, caso não o fizesse. Apesar deste conselho ser óbvio, é de notar que muitas são as pessoas resistentes aos pedidos de auxílio a terceiros, seja por medo, vergonha ou impotência, acabando por vezes a achar que têm entre mãos problemas complexos, quando na verdade não é isso que se passa. Lembre-se sempre que “duas cabeças pensam sempre melhor que uma.”
  • Mentalizando o seu projeto de vida: a visualização criativa permite reconfortá-lo em momentos de crise, garantindo que todas as decisões que tomará de seguida serão mais calmas e ponderadas.
  • Sendo criativo: de cada vez que surgir um problema não tente ir à procura do último problema similar que apareceu e da forma como resolveu. Reinvente-se e tente resolvê-lo de uma forma completamente nova. Ao criar novas respostas estará a criar novas formas de adereçar a realidade e consequentemente a trabalhar a sua flexibilidade perante os eventos da vida.

Em resumo amplie os seus conhecimentos, transforme a sua visão numa visão otimista, desenvolva o seu humor e criatividade e permita-se à parte de tudo isto sentir (mesmo as emoções mais densas) e por vezes recuar, para que em seguida consiga retornar ao seu estado original.

É contudo importante ter em atenção que ninguém se torna resiliente de um dia para o outro. Esta, como todas as mudanças que queremos fazer em nós, demora o seu tempo e exige determinação, força de vontade e crença em si mesmo. Ainda assim, basta seguir o seu instinto e desenvolver-se a nível pessoal, para estar um passo mais próximo da característica que tantos empregadores ultimamente exigem aquando da contratação de um profissional: a resiliência.

Print Friendly

About The Author

Daniela Ferreira

O meu nome é Daniela Ferreira e sou Engª. do Ambiente formada pelo Instituto Superior Técnico. Defendo que a função de um engenheiro é servir. É pôr a tecnologia ao serviço da população. Defendo a educação ambiental com unhas e dentes. Sou uma acérrima defensora de que a verdadeira forma de alcançar o desenvolvimento sustentável de que tanto se fala passa pela educação das gerações mais novas, e a re-educação das mais maduras. Adoro escrever (poesia sobretudo), pintar, desenhar e dançar. Não sou uma engenheira convencional. Mais do que isso sou uma mulher “de ideias fixas.” Leiam-me. Não se vão arrepender.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *