Como É Que A Sua Empresa Pode Tirar Uma Boa Nota Neste Regresso Às Aulas?

Aproxima-se mais um novo ano letivo. Com ele chega uma série de despesas mas também um sem número de campanhas promocionais. Livros, canetas, estojos, mochilas, ténis, fatos de treino, computadores, explicadores… e tantas outras “dores” para famílias com filhos em idade escolar que procuram em setembro algum desconto ou oferta promocional. A sua empresa tem-se aproveitado disso?

As campanhas de regresso às aulas chegaram e interessa agora saber se o seu negócio está a aproveitar a oportunidade ou continua a apanhar banhos de sol indiferente à azáfama do início de um novo ano letivo.

regresso aulas

Um infindável número de oportunidades de vendas surge, ano após ano, logo a seguir as férias de verão e antes das campanhas de Natal. É para estas temporadas que vive o setor empresarial. Os consumidores terminam as férias e regressam às aulas. Os técnicos de marketing terminam as férias e regressam às campanhas porque o início de mais um ano letivo cria oportunidades de vendas online e offline a não perder, particularmente porque ainda vivemos o rescaldo de uma crise que nos habituou a fechar os cordões à bolsa.

Ora, como não há como fugir a esta responsabilidade de comprar o material necessário para que a criançada regresse animada e bem preparada às aulas, há que procurar formas de poupar algum dinheiro em livros, cadernos, malas e mochilas, canetas e lápis, réguas, borrachas e afias mas também calçado e roupas, equipamentos de informática e tantas outras coisas… Assim, quem tem negócios relacionados com este setor, pode verificar um grande crescimento no seu volume de vendas nesta altura. Se a sua empresa se insere no leque de negócios que mais ganham com o regresso às aulas (empresas que vendem livros, cadernos, manuais escolares e afins) comece a fazer descontos e ofertas como se não houvesse amanhã! E se o seu negócio se insere no grupo paralelo de explicadores, educadores, colégios e infantário, universidades e outros estabelecimentos de ensino, papelarias e supermercados, aluguer de quartos e afins… Faça o mesmo! Há que tentar ganhar qualquer coisinha a mais em setembro. Mas antes, verifique se de facto os consumidores estão a pesquisar e/ou comprar online e offline os produtos/serviços que a sua empresa vende. Se sim, ótimo. Tem mesmo de investir na divulgação das suas campanhas se pretende algum retorno. Se não, tem de investir ainda mais para dar a conhecer a sua oferta. Seja de que forma for, deve avaliar primeiro as decisões das pessoas, no momento que estão prestes a comprar, para estar lá, no momento certo, à hora certa, com o produto correto. Porque, como já percebeu, não interessa apenas que tenha lápis de cor para vender, interessa também que saiba quando os deve promover e quando os consegue vender com maior taxa de sucesso. Por isso, siga estas dicas:

1. Identifique o seu público-alvo

Antes de mais, deve investigar quem é o seu público-alvo. Qual o sexo, faixa etária, local de residência, poder de compra, intenção de compra, fases de compra, etc, e elaborar as suas comunicações e campanhas em sintonia com os interesses destas pessoas. No caso do regresso às aulas, tenha sempre em linha de conta que as crianças, adolescentes ou jovens são os consumidores, sim, mas os decisores e compradores são os pais ou encarregados de educação. Por outro lado, lembre-se que nem só de estudantes vive o regresso às aulas. Há um grande grupo paralelo de consumidores: professores, explicadores, instituições escolares, centros de formação e de estudos,  etc.

2. Perceba as necessidades dos potenciais clientes

Depois de estudar o seu público-alvo, está apto a conseguir determinar qual a sua solução para o problema dele. Desconto? Ofertas? Compra online? Livros em segunda mão? Depois de identificar as necessidades do seu público, deve contextualizar a informação a nível de produto, local, e tudo o que possa ter valor acrescentado para o cliente. Se necessário nesta etapa baseie-se em resultados de estudos de mercado (disponíveis online) que lhe vão indicar quais os artigos mais consumidos em setembro; qual a percentagem de pais com filhos em idade escolar; qual a percentagem de pais que compram todo o material escolar em setembro; qual a percentagem de pais que compram manuais escolares em segunda mão; qual a percentagem que opta por comprar o material escolar em super e hipermercados em detrimento das papelarias; qual a percentagem que compra online, etc, etc. Estes indicadores ajudam a sua empresa a organizar uma estratégia de marketing para o regresso às aulas.

3. Veja onde está o seu público-alvo

E agora, que já tem a sua campanha pronta e devidamente direcionada aos interesses dos seus clientes, veja onde está o seu público-alvo, porque é ai que deve publicitá-la.

Regra geral, poderá encontrar as pessoas através de:

  • a) Site. Quer a nível de pesquisas sobre produtos ou serviços quer a nível de vendas online, o site da sua empresa é a sua montra. Não se desleixe com ele! De nada vale conseguir levar até à sua página consumidores ávidos de informação, a babarem-se para conhecer melhor a sua campanha de regresso às aulas, se depois não tiver uma página profissional, devidamente organizada, atrativa e informativa.
  • b) Motores de Busca. A esmagadora maioria dos portugueses com acesso à Internet fazem as suas pesquisas no Google. Por isso invista num destaque da sua empresa na primeira página deste motor de busca, com um anúncio Google AdWords. Se a verba não o permitir, junte a sua equipa de marketing e faça um bom trabalho a nível de SEO e Adwords de modo a colocar o seu negócio nos primeiros lugares das pesquisas.
  • c) Facebook e outras redes sociais. Não despreze o seu canal no Facebook no regresso às aulas, seja através da sua página profissional ou de publicidade destacada no feed de notícias. Ressalvamos que só em Portugal existem cerca de 5,2 milhões de pessoas a usar o Facebook (das quais 71% seguem marcas), por isso não pode deixar de assinalar aqui a sua presença, até porque a sua concorrência já lá está!
  • d) Vídeos, Catálogos, Folhetos e Flyers. Produza flyers ou outro tipo de brochura para dar a conhecer a sua campanha seja na própria loja, seja através de parcerias ou mesmo da caixa de correio dos potenciais consumidores. Na Internet, use conteúdos interativos, pois eles permitem que se diferencie da concorrência de modo a conseguir ganhar um lugar na mente do consumidor. Quando o mercado é feroz e a concorrência é grande, o ideal é conseguir mostrar as suas campanhas de modo criativo e inovador. E os utilizadores da Internet gostam mesmo de assistir a pequenos vídeos em sites, redes sociais ou canais como o YouTube, por exemplo.

4. Venda em setembro

Tendo em conta que praticamente metade dos consumos da população a nível de material escolar ocorrem no mês de setembro, deve apostar nesta altura para divulgar e promover os seus produtos ou serviços

5. Meça os resultados e faça os ajustes necessários

E por fim, veja se o retorno da sua campanha foi de encontro aos seus objetivos, estejam ou não diretamente ligados com a faturação no mês de setembro. Monitorize diariamente de modo a poder verificar se há necessidade de proceder a alguns ajustes: alterar o canal, alterar a imagem, alterar o conteúdo…

E agora viva a loucura do regresso às aulas de forma mais rentável para a sua empresa. Vá de encontro aos desejos dos consumidores, ofereça o que procuram se possível a um bom preço… e em troca receba uma boa nota.

Print Friendly

About The Author

Sofia Santos

Licenciada, pós-graduada e mestre em Comunicação, exerce atualmente a atividade de Técnica de Marketing na PC.Clinic. Adora as estratégias online para difusão de marcas, produtos e serviços de empresas mas gosta mais ainda de as usar para ir ao encontro dos desejos e necessidades dos consumidores mais exigentes. Pelo meio não consegue largar a produção de conteúdos de qualquer género e em qualquer tipo de suporte. Para ela escrever é dançar com as letras. É brilhar, rodopiar, suar, cansar, aprender, rir e sonhar. Ir e voltar sem sair do lugar.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *