Marketing Outsourcing Na Sua Empresa?

Opções para o marketing da sua empresa. Marketing outsourcing?

Começou ou quer começar a dinamizar um departamento de marketing na sua empresa mas não sabe quem deve incumbir de o fazer? Tem dúvidas entre a contratação de mais um funcionário ou a adjudicação de serviços a uma agência ou freelancer? Nós vamos tentar ajudar!

marketing outsourcing

Já tem um negócio implementado? Produtos e serviços prontos a vender? Uma equipa formada? Clientes e fornecedores? Mas não tem ninguém a tratar do marketing?!

Nada mais errado do que negligenciar o departamento de marketing da sua empresa. Todos os negócios precisam de ter um plano de marketing eficaz para sobreviver e crescer de forma saudável, rentável e ajustada à evolução dos tempos. Mas ainda acontece a muitas empresas colocar em segundo plano o marketing, ou seja, a oportunidade de divulgar o que vendem aos seus clientes, de mostrar que os seus produtos ou serviços são um benefício para eles e de evidenciar a forma como se diferenciam da concorrência.

Ora, se já percebeu a importância emergente do marketing, não continue de olhos fechados à necessidade de integra-lo na sua organização. Para mais, com a ascensão da Internet, a explosão de redes sociais, sites, blogs, o domínio dos motores de busca, as técnicas SEO, lojas online, etc, mudou a forma como as empresas comunicam a sua proposta de valor. As velhas táticas dos anúncios nas páginas amarelas e em páginas de revista e jornal estão moribundas. Hoje os consumidores estão munidos até aos dentes com equipamentos eletrónicos modernos, como computadores, tablets e smartphones e usam a tecnologia móvel para ter acesso em tempo real a informações sobre produtos e serviços de modo a poderem tomar decisões de compra numa questão de segundos. Isso significa que a sua empresa precisa de garantir que as suas mensagens são bem executadas nestes canais. E cabe ao marketing assegurar que os consumidores encontram facilmente informação atrativa sobre a sua empresa dentro e fora da web, seja através de jornais, revistas, eventos, formações, site, página de Facebook, Twitter, YouTube ou blog (ou todos juntos).

Mas afinal, o que faz um técnico de marketing?

A lista de tarefas de um técnico de marketing é extensa e pode ser aumentada ou encurtada de acordo com as necessidades e a disponibilidade financeira da sua empresa, por exemplo para investir em publicidade, campanhas pagas, etc.

Grosso modo, um técnico de marketing faz a ponte de ligação entre os produtos ou serviços de uma empresa, adequando-os e aproximando-os às preferências dos consumidores ou utilizadores. Além de determinar que produtos ou serviços poderão interessar ao seu público, o técnico de marketing deve conceber e implementar a estratégia que irá ser utilizada nas vendas, nas comunicações e no desenvolvimento do negócio. E essa estratégia, por sua vez, envolve uma série de atividades que vão desde o estudo de mercado à publicidade, vendas e assistência pós-venda. Essas atividades envolvem a produção de campanhas, newsletters, mailings, gestão de sites, redes sociais e blogs, parcerias, SEO, estudos de mercado e muito mais.

No final, o trabalho está a ser bem conseguido se a sua marca sair fortalecida, se for capaz de identificar as atuais e as novas oportunidades de negócio e se conseguir medir as mudanças no panorama do consumidor para que não se percam de vista os novos valores em jogo.

Pode faze-lo você mesmo?

Nem por isso. A autossuficiência tem limites. Não deve tentar empreender tarefas importantes sem a ajuda de especialistas pagos, a não ser seja você próprio técnico de marketing.

Sabe que precisa de ajuda mas não sabe a quem recorrer?

Tem várias opções. Entre os profissionais mais apetentes para o fazer, os técnicos de marketing, não há um consenso relativamente à implementação da estratégia. Assim, muitas empresas acabam por recorrer a agências de comunicação externas para fazer o outsourcing de marketing, enquanto outras aproveitam os recursos humanos internos e outras ainda contratam um profissional freelancer ou um técnico de marketing a tempo inteiro para integrar os seus quadros. E as quatro opções são igualmente válidas.
Se optar por subcontratar uma empresa externa ou um freelancer para se dedicar ao desenho e desenvolvimento de uma estratégia de comunicação e marketing nas suas diferentes vertentes, vai contar no primeiro caso com uma equipa tecnicamente experiente disponível praticamente 24 horas por dia, 7 dias por semana, independentemente do fluxo de trabalho que a sua empresa tem. O mesmo se aplica ao segundo caso, um técnico em regime freelancer está certamente capacitado para realizar todas as tarefas inerentes ao marketing na sua empresa.

No entanto, também há vantagens em ser a própria empresa – com os recursos humanos já existentes – a desenvolver o marketing. Em primeiro lugar, é mais económico e em segundo lugar, não existe ninguém que conheça tão bem a empresa e que vista a camisola por ela como a sua equipa. Contudo, se tiver de integrar na sua empresa uma pessoa para tratar do marketing tem um profissional qualificado 8 horas por dia à sua disposição, concentrado única e exclusivamente no seu negócio mas tem também custos reais associados à contratação e retenção de uma pessoa: ordenado base, despesas fixas, impostos, contribuições, seguros, férias, faltas, atestados, baixas… Precisamos de continuar?

Sim, mas como tomar a decisão?

Ora, se os recursos forem escassos, a decisão é fácil: o mais indicado é escolher um dos seus colaboradores e investir na sua formação nessa área.

Mas se tem capacidade suficiente, pode incorporar um colaborador com os conhecimentos e a experiência necessária para dinamizar o seu marketing ou uma agência externa/freelancer. Neste último caso, é importante ter presente que a comunicação entre as duas empresas ou entre a empresa e a pessoa que contratou, deve ser fácil e regular para ter a certeza que a imagem que passa aos seus clientes pela Internet e outros meios à disposição, corresponde à imagem real. Em qualquer caso, para que o marketing da sua empresa tenha êxito deve contar sempre com os princípios de honestidade, transparência e serviço ao cliente. E aqui não há opção.

Resta-lhe ajustar as vantagens e as desvantagens de cada opção às necessidades do seu negócio. A decisão depende da dimensão da sua empresas, da localização, dos recursos de que dispõe e da existência ou não de alguém com as competências necessárias para dinamizar o marketing.
Cabe a si optar pela solução que entende mais conveniente.

Print Friendly

About The Author

Sofia Santos

Licenciada, pós-graduada e mestre em Comunicação, exerce atualmente a atividade de Técnica de Marketing na PC.Clinic. Adora as estratégias online para difusão de marcas, produtos e serviços de empresas mas gosta mais ainda de as usar para ir ao encontro dos desejos e necessidades dos consumidores mais exigentes. Pelo meio não consegue largar a produção de conteúdos de qualquer género e em qualquer tipo de suporte. Para ela escrever é dançar com as letras. É brilhar, rodopiar, suar, cansar, aprender, rir e sonhar. Ir e voltar sem sair do lugar.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *