Nutrição – Mais Produtividade No Trabalho

Conheça os alimentos para ter mais produtividade no trabalho.

Está provado que o funcionamento da mente (também) está relacionado com o que comemos. Assim como a alimentação adequada pode prevenir doenças cardíacas – a pressão alta e até mesmo o cancro -, determinados alimentos favorecem a saúde mental. Há uma série de bebidas e comidas que de facto ajudam a manter o cérebro aguçado e consequentemente a torna-lo um bom trabalhador. A própria Organização Mundial de Saúde já indicou que consumir os ingredientes certos, pode aumentar a capacidade cognitiva em até 20%.

Incluir na dieta alimentos que ajudem a memória e estimulem o cérebro dá-lhe mais poder de concentração e torna-o mais produtivo. De que está à espera para investir numa opção mais saudável para o seu corpo e mente? Verifique os alimentos que fazem parte da sua ementa e confirme se está incluir as opções que o ajudam a ser mais produtivo e inteligente de acordo com a lista que apresentamos em baixo.

mais produtivo

1. Água

Como sabe, todos os órgãos do seu corpo sofrem quando está desidratado, incluindo o cérebro. Vários estudos revelam que o baixo consumo de água ao longo do dia diminui a concentração e memória de curto prazo. Por isso, mantenha sempre uma garrafa ou um copo com água por perto!

2. Café

Bebidas ricas em cafeína estimulam o sistema nervoso central, diminuem o sono e aumentam a (boa) disposição. No entanto, devem ser consumidas com moderação, já que o seu excesso pode causar danos na memória.

3. Leite

O leite é uma bebida rica em fósforo, substância importante na constituição da membrana celular e por isso deve bebe-lo em quantidades suficientes para evitar a sobrecarga do corpo em períodos de excesso de atividades cerebrais.

4. Fruta

  • Maça – A maça deve ser incluída na sua alimentação regular porque é uma importante fonte de quercetina, um composto químico antioxidante que mantém a fluidez dos sucos mentais para a proteção continua dos neurónios. O ideal é comer uma maça por dia.
  • Banana – A banana contém a quantidade diária de glicose necessária ao seu cérebro, tendo em conta que o cérebro funciona melhor com cerca de 25 gramas de glicose que circulam na corrente sanguínea (a mesma quantidade encontrada numa banana).
  • Uva – É uma fruta boa para o coração é também para o cérebro. O sumo de uva, por exemplo, pode melhorar significativamente a sua memória e contribuir para a aprendizagem de línguas porque contém polifenóis que melhoram a comunicação entre os neurónios.
  • Abacate – É uma fruta rico em selénio, que funciona como auxiliar de outras substâncias, como serotonina, dopamina e acetilcolina, favoráveis ao desempenho do seu cérebro. Pessoas com baixo nível de selênio no organismo são propensas a alterações de humor, por causa de distúrbios na atividade dos neurotransmissores.
  • Outras frutas como morango, pêssego e kiwi estão na linha da frente das frutas ricas em fisetina, substância responsável por manter a memória jovem no cérebro, estimulando e fortalecendo as ligações entre os neurónios.
  • Quantos às frutas cítricas, só o ato de as cheirar pode estimular o estado de alerta. Além disso, as frutas cítricas, como a laranja, são ricas em diversos nutrientes, principalmente a vitamina C.

5. Chocolate

Boa notícia! Chegou a melhor das desculpas para comer chocolate! Por mais que este alimento seja rico em calorias, auxilia na redução da pressão sanguínea e mantêm a nitidez da mente. Comer em média uma barra de chocolate por dia ajuda a proteger o cérebro da perda de memória. E se for chocolate amargo ou escuro, melhor. O chocolate escuro é rico em antioxidantes que produzem um aumento do fluxo sanguíneo para o cérebro. Isso, por sua vez, deixa-o alerta e mais capaz de executar tarefas difíceis.

6. Legumes

  • Espinafre – O espinafre é rico em nutrientes que impedem a demência, como o ácido fólico, vitamina E e vitamina K. Meia chávena de espinafre cozido fornece um terço de folatos (ácido fólico e os sais) e cinco vezes a quantidade de vitamina K necessária.
  • Beterraba – A beterraba é rica em nitrato e por isso aumenta a irrigação de sangue no cérebro, importante para o desenvolvimento de trabalhos intelectuais.
  • Repolho, nabo e aipo – Eis alguns legumes igualmente saudáveis para o seu organismo, pois são extremamente ricos em nitratos.
  • Lentilha, agrião, couve, leguminosas, feijões, fava, grão-de-bico, ervilha, grãos integrais – A considerar também, devido a serem ricos em ferro.

7. Salmão

Além de ser um alimento excelente para o seu coração, é uma importante fonte de omega-3, predominante no cérebro, e fonte de vitamina D, um nutriente que reduz a deterioração do cérebro.

8. Arroz integral

O arroz integral tem uma boa dose de carboidratos, que quando ingeridos são transformados em açúcar transmitindo energia ao corpo e garantindo concentração. A par, pode optar por comer pães integrais, bolachas, massas e aveia.

9. Gema do ovo

A gema de ovo é rica em aminoácidos e por isso ajuda os seus neurônios a transmitirem informações entre as células.

10. Soja

A ingestão de soja tem dois grandes benefícios: os fosfolipídios (especialmente a lecitina) que atuam no organismo como um detergente, limpando os locais por onde passam e recuperando o sistema nervoso e a memória, e a acetilcolina que é um neurotransmissor importante para a memorização.

11. Ostras

Gosta de ostras? Ótimo. Elas são ricas em zinco, que protege os neurónios contra radicais livres e preserva as suas membranas, ajudando na comunicação entre eles.

E agora já sabe o que incluir na sua mente de modo a ficar (ainda) mais produtivo. Vamos lá!

Print Friendly

About The Author

Sofia Santos

Licenciada, pós-graduada e mestre em Comunicação, exerce atualmente a atividade de Técnica de Marketing na PC.Clinic. Adora as estratégias online para difusão de marcas, produtos e serviços de empresas mas gosta mais ainda de as usar para ir ao encontro dos desejos e necessidades dos consumidores mais exigentes. Pelo meio não consegue largar a produção de conteúdos de qualquer género e em qualquer tipo de suporte. Para ela escrever é dançar com as letras. É brilhar, rodopiar, suar, cansar, aprender, rir e sonhar. Ir e voltar sem sair do lugar.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *