Como Aumentar O Foco Mental

Saiba como aumentar o foco mental e a produtividade

Uma das principais preocupações de qualquer um de nós prende-se com a necessidade de maximizar todo o tempo que nos sobra nos entretantos daquilo a que chamamos a “vida comum”. Sobretudo, durante os dias de trabalho, dava-nos jeito saber uns truques, ao estilo super-homem, para conseguirmos ser produtivos, e o que melhor senão conhecer os ditos?

Primeiro que tudo, e para percebermos que os truques que iremos expor não são de magia, decorrem sim do funcionamento perfeitamente natural do nosso cérebro, precisamos de compreender o que acontece ao nosso cérebro quando surgem distrações.

O nosso cérebro é um músculo que pode ser treinado como qualquer outro. Quando nos deparamos com algum estímulo externo e optamos por dar atenção a esse estímulo estamos a reforçar o caminho neuronal que nos permite tomar atenção. Todavia, quando estamos a executar alguma tarefa e rapidamente nos voltamos para uma segunda e depois para uma terceira e assim por diante, estamos a entrar no registo de multitasking que, apesar de ser uma capacidade evolutiva do cérebro, nos leva, quando usada de forma frequente e incoerente, a um desgaste mental e a uma redução da capacidade de foco numa única tarefa.

Mas, como foi dito, o nosso cérebro é como qualquer outro músculo, pelo que, ao ser treinado desenvolverá capacidades que outrora não eram tão evidentes, ou nem sequer existiam. Esta foi uma das maiores descobertas da psicologia e das neurociências nos últimos tempos e designou-se como a característica de neuroplasticidade. Tal como um oleiro consegue criar um vaso através do trabalho lento, insistindo e moldando pouco a pouco o barro cru, também qualquer um de nós pode fazer o trabalho de oleiro ao seu cérebro, basta que para isso vá dedicando momentos na sua vida para pôr em prática os tais truques que iremos desvendar abaixo.

Os seguintes exercícios que vão ser abordados não fazem magia, aquilo que permitem é reforçar os percursos neuronais que facilitam o acesso à concentração. Com o tempo, o cérebro vai-se habituando a manter o foco durante mais tempo, por isso quanto mais vezes praticar mais facilmente conseguirá concentrar-se durante mais tempo. É no entanto necessário reforçar que a prática de qualquer tipo deverá ser intensa por breves blocos de tempo, mas é também necessário deixar o cérebro descansar, para que qualquer atividade tenha a capacidade de cimentar/consolidar. Assim sendo, nada de entrar em ondas radicais de se levar ao extremo da exaustão para ser o homem/mulher mais focado do mundo.

aumentar foco mental

Exercícios para aumentar o foco mental

1. Campo visual/Campo virtual

Escolha um objeto qualquer e coloque-o à sua frente. Olhe para ele fixamente e concentre a sua atenção nele, fazendo com que o objeto ocupe todo o espaço mental durante o máximo de tempo possível. Não se preocupe nem se irrite caso nas primeiras vezes não conseguir aguentar muito tempo, pois a ideia é ir aumentando gradualmente o tempo de duração do exercício. Depois de já não conseguir aguentar mais feche os olhos e visualize na sua mente o mesmo objeto, procurando concentrar-se na imagem virtual que criou e tentando relembrar-se de todos os detalhes, concentrando-se apenas nessa tarefa. Se eventualmente se distrair recomece a imaginar o objeto e aumente progressivamente a duração do exercício.

2. Mantra da plenitude

Sente-se de forma confortável com a coluna reta e pense numa palavra ou frase positiva. Depois de selecionada, repita-a várias vezes, primeiro de olhos abertos e depois de olhos fechados. Vá-se focando na cadência rítmica das palavras procurando o efeito do som no seu corpo. Deixe que a repetição ofereça ao seu cérebro um lugar de culto, onde sentirá que as palavras se diluem em si e no seu ambiente. De início comece lentamente repetindo apenas algumas vezes mas gradualmente e se sentir confortável não só aumente o número de repetições, como o tempo de permanência no exercício.

3. Horizonte focal

De pé, em posição ereta e com os braços ao longo do tronco, sinta o peso do seu corpo sobre as plantas dos pés e comece por fixar um ponto em frente. Desloque o peso do corpo para o pé esquerdo e flexione o joelho direito elevando-o lentamente enquanto inspira profundamente. Suavemente segure o joelho com as duas mãos por alguns segundos e mantenha a coluna naturalmente ereta. Faça cinco respirações profundas. Baixe agora a perna enquanto solta o ar dos pulmões. Repita o procedimento levantando a outra perna. Ao terminar, e de olhos fechados, visualize uma linha imaginária que passa pela sua coluna e vai até ao topo da sua cabeça mantendo-o equilibrado em todos os seus movimentos.

4. Do tic ao tac

Selecione um local que considere silencioso, procure um relógio mecânico, coloque-o ao seu lado e sente-se confortavelmente.

Comece por concentrar a sua atenção no ritmo e deixe que o som ocupe todo o seu espaço mental. Caso algum pensamento atravesse a sua mente não se apegue, deixe-o passar como se estivesse a ver um filme e retome a concentração ao tic tac do relógio. Vá aumentando gradualmente o tempo de realização deste exercício.

5. Colorir

Selecione um livro de colorir para crianças e comece a pintar uma pequena imagem. Vá gradualmente reservando tempo para esta atividade ao final do dia, aumentando de dia para dia quer a imagem que pinta, quer o número de pormenores que ela contém, quer o tempo que despende enquanto se dedica exclusivamente à tarefa de colorir. Se durante o processo de colorir vários pensamentos aflorarem não se sinta frustrado, agradeça-os, deixe-os passar e não se envolva com eles, regressando gentilmente à sua tarefa.

E pronto, estes são os truques que o podem ajudar a recuperar e/ou melhorar a sua capacidade de concentração. Experimente por si e descubra as imensas potencialidades que o aumento da capacidade de foco traz à sua vida. Pela sua saúde, pela sua produtividade mas sobretudo pelo seu bem-estar: Foque-se!

Print Friendly

About The Author

Daniela Ferreira

O meu nome é Daniela Ferreira e sou Engª. do Ambiente formada pelo Instituto Superior Técnico. Defendo que a função de um engenheiro é servir. É pôr a tecnologia ao serviço da população. Defendo a educação ambiental com unhas e dentes. Sou uma acérrima defensora de que a verdadeira forma de alcançar o desenvolvimento sustentável de que tanto se fala passa pela educação das gerações mais novas, e a re-educação das mais maduras. Adoro escrever (poesia sobretudo), pintar, desenhar e dançar. Não sou uma engenheira convencional. Mais do que isso sou uma mulher “de ideias fixas.” Leiam-me. Não se vão arrepender.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *